Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Comitê de Bacias Hidrográficas encerra o ano e planeja ações para 2015‏

Norte de Minas – Comitê de Bacias Hidrográficas encerra o ano e planeja ações para 2015‏

O Comitê das Bacias Hidrográficas dos rios Jequitaí, Pacuí e Trecho do São Francisco realizou na manhã desta quinta-feira a VI e última reunião geral do ano. Conselheiros e representantes, dentre eles prefeitos de alguns municípios, estiveram presentes para tratar de pauta ampla onde foram discutidas além de questões internas gerais, definição de calendário e sugestões de ações para 2015, relatório avaliativo do comitê e a criação e aprovação da Comissão Oficial do Rio Pacuí.

Norte de Minas - Comitê de Bacias Hidrográficas encerra o ano e planeja ações para 2015‏
Norte de Minas – Comitê de Bacias Hidrográficas encerra o ano e planeja ações para 2015‏

Uma equipe de sete pessoas será coordenada pelo conselheiro do CBH Rafael Alexandre Sá, representante do IGAM – Instituto Mineiro de Gestão das Águas – núcleo Montes Claros, para definição de atividades da Comissão, cuja elaboração de projeto será de responsabilidade da Codevasf.

Segundo o presidente do CBH Jequitái, Pacuí e trecho do São Francisco, Robson Rafael Andrade, mais do que nunca é preciso destinar recursos para projetos ambientais – promover ações para recuperação das nascentes e trabalhar a informação estendendo-a aos outros comitês.

De acordo com material disponibilizado pela Agência Nacional de Águas (ANA), os conflitos pelo uso da água  não surgiram hoje e são recorrentes em toda a história da humanidade; o que se modifica é a forma como as sociedades se organizam para enfrentá-los.

A água doce é recurso vital para sobrevivência das civilizações e, em casos de escassez, constitui-se como fator limitante na implementação de atividades econômicas típicas das sociedades modernas. A intensificação do uso da água, causada pela ampliação da produção de alimentos e demais bens de consumo, provocou problemas ambientais ameaçando, inclusive, sua conservação.

É nesse sentido que trabalham os Comitês. Um “Comitê de Bacia Hidrográfica” é um fórum em que um grupo de pessoas se reúne para discutir sobre um interesse em comum – o uso da água na bacia.

Existem mais de 160 comitês de bacia instalados no Brasil. Para que esses comitês desempenhem a contento suas funções, eles necessitam de apoio técnico e administrativo. No caso do CBH – Jequitaí, Pacuí e trecho do São Franciso, esse apoio vem da ADENOR – Agência de desenvolvimento da Região Norte de Minas.

Os conselheiros, representantes de várias entidades e municípios de interesse em comum, são voluntários que trabalham em parceria e buscam, através de seus conhecimentos, cumprir normas estabelecidas pelo governo mas que são de interesse da sociedade civil.

Assuntos que abrangem o tema preservação com qualidade e organização são sempre tratados com muita atenção pelo Comitê. Na reunião dessa quinta-feira o CBH – Jequitaí, Pacuí e trecho do São Francisco recebeu o engenheiro ambiental Teófilo Oliveira (da AMMESF) para falar aos conselheiros sobre o CAR – Cadastro Ambiental Rural. O registro eletrônico, obrigatório para todos os imóveis rurais, criado pela nação e gerida pelo Estado não tem como finalidade primária autuar, e sim, integrar – para isso, entre outras coisas, exige um compromisso de regularização ambiental onde é preciso estar atento aos regimentos da Lei 12.651/12.

Agência Mosaico

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).