Inicio » Internacional » Oceania – Brasileira estaria entre os reféns de café na Austrália, dizem familiares

Oceania – Brasileira estaria entre os reféns de café na Austrália, dizem familiares

A família da personal trainer brasileira Marcia Mikhael informou que ela é uma das pessoas que está sendo mantida refém no Lindt Chocolate Cafe, em Sydney, Austrália, nesta segunda-feira (15), desde às 20h do domingo. Ela é natural de Goiânia e mora no país há 20 anos, segundo familiares.

Marcia Mikhael é natural de Goiânia e mora na Austrália há 20 anos
Marcia Mikhael é natural de Goiânia e mora na Austrália há 20 anos

Nenhuma autoridade brasileira ou australiana confirmou a informação, mas amigos relataram que o sequestrador estaria utilizando o perfil da mulher no Facebook para divulgar mensagens.

Ainda segundo a família de Marcia, seus três filhos estão próximo ao local do café aguardando informações.

O número de pessoas que estão dentro do estabelecimento não foi confirmado pela polícia. Cinco pessoas já conseguiram sair do café.

Uma bandeira preta com inscrições em árabe foi exibida da janela do café pelos reféns, segundo imagens das televisões. A mensagem diz: “Não existe outro Deus senão Alá, e Maomé é o seu profeta”.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Um a cada cinco jovens mineiros é "nem-nem", que nem trabalha nem estuda

MG – Um a cada cinco jovens mineiros é “nem-nem”, que nem trabalha nem estuda

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. MG – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).