Inicio » Internacional » Oceania – Brasileira refén do sequestro na Australia está ferida mais passa bem

Oceania – Brasileira refén do sequestro na Australia está ferida mais passa bem

O homem armado que manteve refém um número desconhecido de pessoas em um café de Sydney está entre as duas pessoas mortas no cerco ao local, que terminou quando a polícia invadiu a loja, informou a emissora de TV Sky News nesta segunda-feira.

Haron Monis, um refugiado iraniano, foi identificado como o autor do sequestro
Haron Monis, um refugiado iraniano, foi identificado como o autor do sequestro

Policiais fortemente armados invadiram o café Lindt, no centro de Sydney, jogando granadas de luz e atirando, nas primeiras horas de terça (horário local) depois de um impasse de 16 horas.

A polícia de Nova Gales do Sul se recusou a comentar sobre a informação da Sky News.

Segundo informações ainda não confirmadas, a brasileira Marcia Mikhael, que estava entre os reféns do sequestro está ferida, passa bem e foi libertada. A informação foi publicada no Facebook da refém que nasceu em Goiânia.

Marcia Mikhael
Marcia Mikhael

Marcia tem 43 anos, é mãe de três filhos, mora no bairro de Glenwood e ganhou o Bikini Masters World Championships da INBA (International Natural Bodybuilding Association), no ano passado, na Grécia.

Com informações da Reuters e da TV Sky News.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).