Inicio » Colunistas » Adilson Cardoso » Coluna – Aleluia Irmão

Coluna – Aleluia Irmão

A lei do retorno, algo que fizemos de bem ou mal, algum tempo depois volta para lembrar que há consequências em nossos atos. Chamou-me atenção um relato de um ex-gay como o próprio se alcunha, num destes programas evangélicos que invadem a madrugada objetivando as almas dos notívagos. Antes de o sujeito iniciar sua história, no rodapé havia aparecido uma série de endereços de filiais da igreja, em plano sequencia viera números de contas para que os fieis provassem seus amores por Jesus, este amor é por quanto se depositaria, em um rápido resumo de ideias até cheguei a pensar que pessoas como Silvio Santos, Eike Batista e outros do nível poderiam amar mais o homem da cruz que um pobre assalariado metido a cristão. Mas vamos ao fato. O cara se vestia de branco e tinha uma sensibilidade que era cativante na voz, se identificou como Samuel e na rápida biografia dissera de onde vinha e quem eram os pais.  Sua família não conhecia o “Deus vivo” ele e os irmãos cresceram seguindo o pai na orgia e no culto as coisas do mundo, extremamente machistas não podiam sequer ouvir a palavra homossexual, para eles era um produto que tinha de ser eliminado da sociedade, e o pai fomentava este ódio, certa vez o velho esfaqueara um rapaz de cabelos coloridos na saída de um bar no centro da cidade por desconfiar que fosse um “veado” como diziam. Mas Samuel era um cara inteligente e estudioso conforme suas palavras e os pais o queriam na carreira de medicina ou direito, mas o tanto que estudava não era suficiente para ser aprovado em cursos tão concorridos, foi então que uma prima que tinha o mesmo sonho e morava no Rio de Janeiro soubera que na Bolívia era fácil desde que se pudesse pagar. E todo o esforço fora feito em prol da formação do preconceituoso rapaz que prometera ao pai que não atenderia homossexuais quando fosse diplomado. Fizeram tudo conforme mandava as orientações e no mês de fevereiro do ano seguinte o acadêmico de medicina e sua prima carioca submetiam-se ao trote Boliviano. Depois disto se foi estudar e pensar apenas em compensar o que estava sendo gasto, mas com bons resultados. O lugar que encontraram para morar era próximo a uma “boca de fumo” e era perigoso, dizia os colegas de curso, então um professor Cubano oferecera para dividirem o aluguel da casa em que morava próximo ao centro comercial de Sucre, seu nome era Ernesto Bolívar e ensinava anatomia. Neste momento do relato o pastor pediu calma ao “irmão” e aproximou o microfone da sua boca perguntando; “Irmão é neste momento que satanás fez uso do seu corpo?” Ele balançou a cabeça em resposta e disse que ali o diabo fez moradia em seu corpo para lhe afastar da família, fazendo com que ele, um cara macho e altamente avesso à homossexualidade se visse aos beijos calientes com o professor que era assumido, com isso a prima por não aceitar aquilo havia saído do apartamento e comunicado aos pais de Samuel, que juntamente com os irmãos vasculharam minuciosamente o país em busca dele, na intenção de cortar-lhe o pescoço e levar a cabeça em nome da honra. Samuel e o então namorado fugiram para a ilha de Fidel Castro e lá ele se formou especializando em Neurologia. Depois de alguns anos em Cuba soubera que a irmã mais nova havia sido expulsa de casa por se declarar apaixonada pela treinadora de Vôlei, conseguiram se contactar e ficaram amigos pela internet. No ano de 2013 Samuel e o marido vieram para o Brasil para fazer parte do programa “Mais Médicos” chegaram ao Amazonas e de lá fixaram residência no Rio de Janeiro onde infelizmente perdera o esposo para uma bala perdida em fogo cruzado na linha amarela. Após um ano de luto, Samuel se declara ex-gay, dizendo que há quatro meses sente que o diabo não habita mais seu corpo, pois já não sentia o fogo lhe queimando por dentro quando via um homem. Finalizara o programa da madrugada dizendo que orava fortemente para não cair na tentação, até o dia em que o senhor lhe mostrar a esposa perfeita. O pastor pediu palmas para Jesus e vociferou “ALELUIA IRMÃO”.

Por Adilson Cardoso

Adilson Cardoso
Adilson Cardoso
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).