Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » MG – Foto de menina morta vaza de IML e circula pelo aplicativo WhatsApp

MG – Foto de menina morta vaza de IML e circula pelo aplicativo WhatsApp

Um mês após o atropelamento e morte da filha de 4 anos, a atendente de telemarketing Amanda Franciele Barroso, 20, decidiu entrar na Justiça contra o Estado de Minas Gerais. De acordo com ela, uma fotografia da menina dentro do Instituto Médico Legal (IML) em Belo Horizonte circula pelo aplicativo WhatsApp.

Criança de 4 anos foi atropelada, junto com a mãe, há um mês no bairro Alto Vera Cruz, na região Leste de Belo Horizonte; Polícia Civil garante que está averiguando o caso
Criança de 4 anos foi atropelada, junto com a mãe, há um mês no bairro Alto Vera Cruz, na região Leste de Belo Horizonte; Polícia Civil garante que está averiguando o caso

“A pessoa que fez isso, infelizmente, não vai aparecer, mas é um absurdo. Vou mover uma ação contra o Estado”, garantiu.

Amanda e a filha foram atropeladas, na rua Padre Café, no bairro Alto Vera Cruz, na região Leste da capital, próximo à casa delas. De acordo com o Corpo de Bombeiros à época, o motorista de um Fiat Uno teria perdido o controle da direção e atingido as vítimas. Com o impacto, a menina teve esmagamento de crânio e morreu no local. A mãe dela foi levada para Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, com fraturas na tíbia e na fíbula.

O condutor A.S.N., 50, é inabilitado e disse aos policiais militares no dia do acidente que tinha bebido “duas cervejas”. Atualmente, segundo a Polícia Civil, o homem está detido no Presídio de São Joaquim de Bicas I.

A foto chegou até um irmão de Amanda. Os conhecidos dela tem a impedido de ver a imagem, que afirmam ser muito forte. “Quando fiquei sabendo, me senti muito mal. Eles não imaginam a dor que estou sentindo por ter perdido a minha filha. Acho que nenhuma mãe merecia isso”, desabafou.

Por meio da assessoria de imprensa, a direção do IML informou que assim que tomou ciência do fato entrou em contato com a Corregedoria da Polícia Civil, que está averiguando o caso.

A criança completaria cinco anos no dia 31 de dezembro. Amanda ainda está de cama, já que não recuperou completamente os movimentos das pernas.

As informações são do Portal O Tempo

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).



Um comentário

  1. Eu recebi a foto pelo whatsapp. Passei até mal porque a imagem é muito forte, ainda mais se tratando de um anjinho. Quem tirou a foto e começou a espalhar tem que ser achado e punido. A mãe está cheia da razão e tem que mover uma ação contra o estado, sim.