Inicio » Educação » Joaíma – Implantado pela Unimontes, Programa Bioeducar contemplará trezentas pessoas

Joaíma – Implantado pela Unimontes, Programa Bioeducar contemplará trezentas pessoas

O município de Joaíma, no Vale do Jequitinhonha, já desenvolve ações no âmbito do Programa Interdisciplinar de Ampliação dos Saberes – Bioeducar –, executado pela Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). Com planejamento para os próximos 12 meses, a iniciativa consiste em intervenções na realidade social da comunidade com projetos educacionais, culturais, socioeconômico e de meio ambiente – e com a formação de agentes multiplicadores.

Joaíma - Implantado pela Unimontes, Programa Bioeducar contemplará trezentas pessoas
Joaíma – Implantado pela Unimontes, Programa Bioeducar contemplará trezentas pessoas
Joaíma - Implantado pela Unimontes, Programa Bioeducar contemplará trezentas pessoas
Joaíma – Implantado pela Unimontes, Programa Bioeducar contemplará trezentas pessoas

Somente neste município, de acordo com coordenadora do projeto Bioeducar, professora doutora Jussara Maria Carvalho Guimarães, as ações da Unimontes contemplarão aproximadamente 300 pessoas direta e indiretamente. “O plano de ação do Bioeducar em Joaíma contemplará as áreas de Serviço Social, Meio Ambiente e Educação”, adiantou a coordenadora.

Ainda de acordo com a professora Jussara Guimarães, os cursos de formação, serviços e oficinas – e demais intervenções – do Bioeducar serão dirigidos aos professores e servidores das redes estadual e municipal de educação e dos setores social e ambiental. “Os alunos do ensino médio e fundamental também estarão inseridos no plano de ação, como em projetos de educação ambiental e em pesquisas sobre a cultura local”, acrescentou.

SOLENIDADE

A implantação do Bioeducar em Joaíma foi oficializada em solenidade realizada no último dia 20, no núcleo avançado da Unimontes naquele município. O prefeito Donizete Lemos esteve presente e destacou a importância da Unimontes para Joaíma e para a região do Vale do Jequitinhonha. “As ações do Bioeducar são propositivas para o desenvolvimento de nosso município e, por isso, colocamos nossa equipe gestora à disposição para sua realização”, disse.

Também estiveram presentes a primeira-dama Amanda Torres Bastos e o vice-prefeito Aristeu Fernandes, os secretários municipais de Educação (Márcia Cristina Marinho) e de Agricultura e Meio Ambiente (Anílson Soares), professores e diretores das escolas municipais, assistentes sociais, acadêmicos e professores do curso de Matemática da Unimontes ministrados no município, além de pesquisadores e coordenadores do Bioeducar.

O Bioeducar é uma proposta financiada pela Fundação de Apoio a Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), com recursos da ordem de R$1.186.913,22. Além de Joaíma, os trabalhos já foram iniciados em Pompéu, região central de Minas Gerais. Pedra Azul, também no Vale do Jequitinhonha, também receberá o programa. A implantação será estabelecida a partir da definição da sede do projeto.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Um a cada cinco jovens mineiros é "nem-nem", que nem trabalha nem estuda

MG – Um a cada cinco jovens mineiros é “nem-nem”, que nem trabalha nem estuda

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. MG – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).