Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » MG – Homem é espancado após cortar pescoço de mulher

MG – Homem é espancado após cortar pescoço de mulher

Suspeito, de 42 anos, vinha agredindo a mulher e não queria deixá-la sair de casa, o que teria motivado a agressão com a faca.

MG - Homem é espancado após cortar pescoço de mulher
MG – Homem é espancado após cortar pescoço de mulher

Após tentar impedir que sua companheira saísse de sua casa e cortar o pescoço dela, um homem de 42 anos foi agredido por moradores do Alto Vera Cruz, na região Leste de Belo Horizonte, na tarde deste domingo (28). Quando era levado para um matagal, onde possivelmente seria executado, a viatura da Ronda Ostensiva Tática Metropolitana (Rotam) chegou e prendeu o suspeito.

Conforme a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM), a vítima, uma cabeleireira de 35 anos, contou que era agredida pelo homem desde a noite de sábado (27) e que não a estava deixando sair de casa. Em determinado momento, o homem teria saído de casa e ela aproveitou para tentar fugir, momento em que o suspeito pegou uma faca na cozinha e desferiu o golpe em seu pescoço.

A mulher e o suspeito, que foi agredido por populares, foram levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Leste, onde foram medicados e em seguida levados para a Delegacia de Mulheres. O suspeito foi preso em flagrante por tentativa de homicídio.

Em entrevista, a vítima contou que conheceu o homem há cerca de 8 meses, após ser abordada por ele em um ponto de ônibus. “Ele estava bem arrumado, disse que era de Espinosa, no Norte do Estado, e que precisava de dinheiro para pegar um ônibus. Disse que não tinha e ele disse que, na verdade, estava me observando e queria me conhecer. Depois ficou me ligando uns dois meses e aí foi preso”, relatou.

Após seis meses detido, o acusado saiu em agosto deste ano e procurou a casa da família da vítima. “Achei que ele não fosse mais me encontrar, mas aí há uns 15 dias encontramos no Sagrada Família. Foi então que ele quebrou o meu tornozelo com um chute. Estou com sete pontos, seis pinos e duas placas de metal. Daí ele começou a me ameaçar, dizendo que se eu não voltasse com ele iria matar minha família, meus filhos”, detalhou a mulher para a reportagem.

“Vai sair direto para o caixão”

Há três dias ela passou a morar com ele no Alto Vera Cruz, e desde então ele vinha a agredindo bastante verbalmente. “Ele estava bebendo e usando cocaína hoje e, quando saiu para comprar mais bebida e deixou a chave em casa, resolvi colocar meu filho, de 4 anos, para o lado de fora da casa. Ele me viu fazendo isso, me esfaqueou e disse ‘você quer sair, vai sair direto para o caixão'”, lembrou a cabeleireira.

Foram os gritos de pavor do garotinho que levaram os vizinhos a arrombar o portão da casa e tirar o suspeito. Após agredí-lo com inúmeros socos e chutes e o amarraram. Quando alguns dos moradores da região já o levavam para o matagal, provavelmente para matá-lo, segundo a vítima, a polícia chegou e o prendeu.

“Não sei o que vou fazer agora, mas sei que não vou voltar para ele. Me envolvi com uma pessoa que já tem várias passagens, por assalto, tráfico, estelionato, entre outras coisas”, finalizou a vítima.

As informações são do Portal O Tempo
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).