Inicio » Internacional » Europa » Terrorismo na França – 7 suspeitos são mantidos sob custódia em Paris

Terrorismo na França – 7 suspeitos são mantidos sob custódia em Paris

Sete pessoas foram colocadas sob custódia nesta quinta-feira (8) em conexão com a investigação sobre o ataque mortal do dia anterior contra o jornal satírico Charlie Hebdo em Paris, que deixou 12 mortos, indicou o ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve.

Sete pessoas foram colocadas sob custódia nesta quinta-feira (8) em conexão com a investigação sobre o ataque mortal do dia anterior contra o jornal satírico Charlie Hebdo em Paris
Sete pessoas foram colocadas sob custódia nesta quinta-feira (8) em conexão com a investigação sobre o ataque mortal do dia anterior contra o jornal satírico Charlie Hebdo em Paris

“Sete pessoas”, respondeu na rádio Europe 1 o ministro, em resposta a uma pergunta sobre o número de pessoas atualmente sob custódia.

Uma fonte judicial que não quis se identificar afirmou anteriormente que mulheres e homens próximos aos dois irmãos identificados como os autores do ataque estão atualmente sendo interrogados pela polícia, sem informar onde foram detidos.

O primeiro-ministro Manuel Valls, por sua vez, declarou à rádio RTL que os autores do ataque – que ainda estão foragidos – eram conhecidos pelos serviços de inteligência e, sem dúvida, eram seguidos antes do ataque de quarta-feira, mas “não existe risco zero”.

Ele apontou a dificuldade da polícia devido ao alto “número de indivíduos que representam um perigo”.

Irmãos suspeitos

A polícia francesa divulgou fotos dos dois irmãos suspeitos de serem os autores do ataque, Cherif e Said Kouachi, de 32 e 34 anos. Essas pessoas podem “estar armadas e ser perigosas”, alertou a polícia de Paris.

Seu suposto cúmplice, Hamyd Mourad, de 18 anos, se apresentou à polícia em Charleville-Mézières, no nordeste da França, “depois de ver o seu nome circulando nas redes sociais”, indicou à AFP uma fonte próxima ao caso.

Os irmãos Kouachi são suspeitos de ter matado 12 pessoas e ferido outras onze em um ataque contra a revista Charlie Hebdo em Paris, antes de fugir.

Onda de terror

O ataque provocou uma onda de indignação na França e levou mais de 100.000 pessoas a se manifestar espontaneamente em todo o país para denunciar o terrorismo.

Vários ataques contra locais de culto muçulmano foram registrados em diferentes cidades da França desde a noite de quarta-feira (7), após o atentado cometido contra ao jornal “Charlie Hebdo” em Paris, informaram fontes judiciais.

Em Le Mans (centro), três granadas de exercício foram lançadas às 23h30 GMT (21h30 de Brasília) de quarta-feira contra uma mesquita no leste da cidade, sem deixar vítimas ou danos graves. Em Port-la-Nouvelle (sul) foram feitos disparos com uma pistola de ar comprimido contra uma sala de orações muçulmana, que estava vazia. Em Villefranche-sur-Saône (leste) uma explosão de origem criminosa ocorreu nesta quinta-feira às 05h00 GMT (03h00 de Brasília) em frente a um restaurante de kebabs próximo a uma mesquita, sem deixar vítimas.

Da AFP

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).