Inicio » Cultura MOC » Cultura Moc – 55ª Festa de São Sebastião retrata obra de Márcio Leite

Cultura Moc – 55ª Festa de São Sebastião retrata obra de Márcio Leite

No próximo dia 10, inicia-se a novena em preparação para a Festa de São Sebastião. Neste novo ano, em especial, a Paróquia de São Sebastião, localizada na Vila Guilhermina em Montes Claros vai comemorar 55 anos de criação.
Cultura Moc - 55ª Festa de São Sebastião retrata obra de Márcio Leite
Cultura Moc – 55ª Festa de São Sebastião retrata obra de Márcio Leite

Em comemoração à data, o renomado artista e cartunista Márcio Leite, criou um Pop Art do Santo padroeiro e doou para a Paróquia. Sua obra de arte vai estampar todas as peças alusivas aos 55 anos da Paróquia São Sebastião. Para alguns paroquianos mais tradicionais a obra causou estranheza. Para os mais novos, uma forma da arte moderna se adequar à arte Sacra. As opiniões se dividem, mas a beleza da arte de Leite vem ganhando força à medica que a arte é explicada.

Todos os líderes e coordenadores da Paróquia tomaram conhecimento do pop art com a imagem de São Sebastião, na última reunião do CPP – Conselho Paroquial de Pastoral. Pe. Brigido fez a apresentação do Cartaz da Festa e falou da importância de sempre inovar. É a primeira vez na história da Paróquia que um pop art esta estampa nossos festejos religiosos. “Ainda quero agradecer ao Márcio Leite pessoalmente pela beleza dessa obra de arte”, disse o padre satisfeito.
A arte composta por cores fortes e vibrantes marcam a unidade da Paróquia. Visto que o amarelo representa a Comunidade de Cristo Rei, o Verde – a comunidade de São Judas Tadeu, o vermelho – A comunidade de Santo Expedito e a Matriz de São Sebastião, o Azul a comunidade de Nossa Senhora da Boa Viagem e o preto a comunidade São Vicente de Paulo.
Entenda melhor sobre Pop art (ou Arte pop) é um movimento artístico surgido na década de 50 na Inglaterra, mas, que alcançou sua maturidade na década de 60 em Nova York. O nome desta escola estético-artística coube ao crítico britânico Lawrence Alloway (1926 – 1990). Diz-se que a Pop art é o marco de passagem da modernidade para a pós-modernidade na cultura ocidental.
Para quem já conhece e convive com o trabalho do artista cada obra uma surpresa: “Quando se quer uma cópia exata se tira uma fotografia. Ao se contratar um pintor que faz retratos, pode-se, ao fim dos trabalhos, deparar-se com uma imagem próxima da realidade, ou um pouco mais distanciada, ou ainda se pode ter uma surpresa com as criações de Márcio Leite. Na área de imagens humanas ele desenvolveu uma técnica específica. A visão do artista para o rosto apresentado esconde em parte, e mostra o restante, porém de maneira não óbvia sobre de quem se trata. Pela sua origem no cartum, Márcio Leite tem a capacidade de pegar um detalhe do rosto do retratado, ou da sua profissão, e, fazendo crescer essa característica, mas sem chegar à caricatura, filtrar e apresentar uma inovadora imagem, que é só daquele que foi representado. E ninguém mais, pois a particularidade é servida como prato principal, inequívoca e individualizada. Fica perfeito, e de indiscutível gosto estético” (Mara Narciso -Jornalista e Médica)
Sobre o artista: Márcio Leite nasceu dia 14 de janeiro de 1976, em Montes Claros, Minas Gerais. Começou sua carreira nos anos 1990, com apenas 16 anos, no Jornal do Norte. Também publicou seus desenhos nos jornais: Gazeta Norte Mineira, Jornal de Notícias, Jornal Hoje em Dia e revista Tempo.  Aos 17 anos, conheceu o médico e artista plástico Konstantin Christoff. A duradoura amizade com Konstantin influenciou Márcio no cartum e nas artes plásticas. Em 2002, Konstantin, Georgino Jr., Wandaik Santos e Márcio Leite criam o primeiro salão de humor de Montes Claros em parceria com a Unimontes e lançam o livro Rapazes de Fino Traço pela editora Unimontes. Ainda em 2002, Márcio Leite começa a publicar semanalmente no Jornal de tiragem nacional “OPasquim21”, com sede no Rio de Janeiro. Ziraldo era diretor de Opasquim21, amigo de Konstantin, e aceita vir a Montes Claros participar como presidente do júri do Salão Nacional de Humor de Montes Claros.
Konstantin lança em 2002 o Manifesto aos Cartunistas, convidando todos os cartunistas a pintar, colocar humor nas telas. Konstantin dizia: “Todo desenhista aprende a pintar, mas nem todo artista plástico aprende a desenhar”. Influenciado pelo manifesto, Márcio Leite começou a pintar, utilizando técnicas tradicionais, mas também experimentando novos materiais e caminhos, utilizando tecnologia.
Márcio formou-se em comunicação social pela Funorte, dedicando-se também à publicidade, mas sem abandonar o desenho e a pintura. Márcio realizou várias exposições de desenho de humor em Montes Claros, apresentando ao público cartuns, caricaturas e charges.
Em 2002, Márcio Leite conquistou seu primeiro prêmio no Salão Universitário de Humor de Piracicaba – Unimep ganhando em duas categorias de desenho de humor.  Em 2002, Márcio Leite, em parceria com a Êxito Exibidora e empresários de Montes Claros, promoveu “HUMOR AOS MONTES” no aniversário de cidade. 30 outdoors, com caricaturas de personalidades históricas, criadas por Márcio, coloriram Montes Claros.
Em 2007, ano do nascimento da filha Maria, Márcio retoma as produções para salões de humor, conquistando mais de 50 prêmios nacionais e internacionais. Dentre os prêmios importantes, Márcio Leite ganhou dois prêmios em 2007, no Salão Carioca de Humor, promovido pela Casa Laura Alvin, e o grande prêmio na Itália Humoristc Marostic. Márcio Leite recebeu das mãos do vice-governador do Rio, Luiz Fernando de Souza, dois prêmios do Salão Carioca de Humor em 2007. Márcio ganhou 1° lugar com a caricatura de Hugo Chávez e 2° Lugar na categoria HQ, com a história “Qual a cor da intolerância?”.
Em 2007, Márcio Leite lança pela Editora Unimontes “Uma Dose de Humor”, um livro de cartuns sobre direito médico. Em 2007, Márcio cria o www.brazilcartoon.com, site especializado em desenho de humor e, juntamente com famosos cartunistas, realiza o 1° Salão Internacional de Humor pela Floresta Amazônica. Em 2009, organiza a I Mostra Internacional de Caricaturas Godofredo Guedes, em homenagem ao centenário daquele grande artista.
Foram recebidas mais de 1.500 caricaturas retratando Godofredo por artistas de 48 países.  Em 2009, Márcio Leite foi convidado para fazer parte do Júri da IX Bienal Internacional de Humor de Teerã.  Em 2010, Márcio organizou a primeira mostra iraniana de humor no Centro Cultural de Montes Claros, com a presença do iraniano Massoud Shojai.
Em 2010, Márcio Leite idealizou o Salão Contra o Racismo, que foi realizado no Montes Claros Shopping.  Para Márcio Leite, é muito importante difundir, democratizar a arte para melhorar o mundo. Márcio transportou os cartuns selecionados no salão contra o racismo para os pontos de ônibus de Montes Claros em parceria com a ATCMC e empresas privadas.  Depois dos eventos de sucesso, Márcio decidiu investir primordialmente na pintura e na comercialização de obras de arte. Foi aí que surgiu a Galeria Internacional de Arte Márcio Leite para facilitar o acesso das pessoas à arte e à cultura e também valorizar os artistas regionais, nacionais e internacionais. Em março de 2011, a galeria foi inaugurada com a homenagem aos 20 top arts em comemoração aos 10 anos da revista Tempo. 20 Personalidades que se destacaram em diversos segmentos em prol do desenvolvimento municipal e regional foram escolhidas pela imprensa da cidade para que fossem imortalizadas através da arte e criatividade de Márcio.
Em cerimônia no Palácio, o ex-reitor da Unimontes, professor Paulo César de Almeida, entregou para o então governador Aécio Neves o retrato pop art pintado por Márcio.  Em 2010, governador Antônio Anastasia recebeu retrato pop art em evento na cidade de Capitão Enéas. Em 2011, Márcio e Ziraldo integram o júri do AYACC, evento especializado em desenhos e animação na China. Em 2012, Márcio retorna à China para julgar outro evento relacionado à animação e tecnologia. Márcio retorna também ao Irã para participar como jurado do importante evento promovido pelo Museu de Arte Contemporânea da Cultura Islâmica. Márcio Leite ministrando oficina de desenho para artistas iranianas no Museu de Arte Islâmica em Teerã. E em 2014, a pedido da Pascom Paroquial, esse completo artista retrata em suas telas São Sebastião – Padroeiro da Paróquia que recebe seu nome na Vila Guilhermina na Arquidiocese de Montes Claros.
Por Viviane Carvalho
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).