Inicio » Nacional » Brasil – Sem chuva, nível do Sistema Cantareira volta a cair

Brasil – Sem chuva, nível do Sistema Cantareira volta a cair

Desde o dia 11 de janeiro, o sistema cai 0,1 ponto percentual diariamente; reservatório é responsável pelo atendimento de 6,5 milhões de pessoas na Grande São Paulo.

Brasil - Sem chuva, nível do Sistema Cantareira volta a cair
Brasil – Sem chuva, nível do Sistema Cantareira volta a cair

Com altas temperaturas e sem muita chuva, o nível dos principais reservatórios que abastecem a região metropolitana de São Paulo baixou nesta segunda-feira (19). De acordo com o balanço divulgado pela Sabesp, o Cantareira opera com 5,8% de sua capacidade nesta segunda após baixar 0,1 ponto percentual em relação ao dia anterior.

Desde o dia 11 de janeiro, o sistema cai 0,1 ponto percentual diariamente. O reservatório é responsável pelo atendimento de 6,5 milhões de pessoas na Grande São Paulo e já opera com a segunda cota do volume morto (água do fundo do reservatório que não era contabilizada).

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), citou pela primeira vez a possibilidade de utilizar a terceira cota do volume morto do Cantareira. A declaração reforça a possibilidade que já havia sido considerada pelo novo presidente da Sabesp, Jerson Kelman, nesta semana.

O sistema Cantareira registra ainda menos chuva nesse início de 2015. A primeira metade de janeiro trouxe cenário ainda mais pessimista do que era projetado por especialistas e governo: a quantidade de chuva nas represas e a vazão dos rios que poderiam socorrê-lo ficaram muito abaixo da média histórica, enquanto as temperaturas estão elevadas, um incentivo para maior consumo.

A situação, por enquanto, confirma um ano de deserto em São Paulo, metáfora usada pelo novo presidente da Sabesp, Jerson Kelman, para falar do agravamento da crise. Nesta semana, ele já passou a admitir a possibilidade de um rodízio -abastecimento alternado entre regiões.

Demais sistemas

Já o nível do Alto Tietê cai desde o dia 13 de janeiro e atinge nesta segunda 10,4% de sua capacidade. O sistema abastece 4,5 milhões de pessoas na região leste da capital paulista e Grande São Paulo. Com a adição do volume morto no dia 14 de dezembro, o sistema ganhou volume adicional de 39,5 milhões de metros cúbicos de água da represa Ponte Nova, em Salesópolis (a 97 km de São Paulo).

A represa de Guarapiranga registra 38,9% de sua capacidade após baixar 0,4 ponto percentual em relação ao dia anterior. O reservatório fornece água para 4,9 milhões de pessoas nas zonas sul e sudeste da capital paulista.

Outro sistema que também registrou queda de 0,4 ponto percentual em relação ao dia anterior foi o reservatório Alto de Cotia, que fornece água para 400 mil pessoas. O sistema opera com 28,7 de sua capacidade nesta segunda.

O nível dos sistemas Rio Claro e Rio Grande caiu em relação ao dia anterior: 0,7 e 0,3 ponto percentual, respectivamente. O reservatório de Rio Claro, que atende a 1,5 milhão de pessoas, opera com 23,2% de sua capacidade. Já o manancial de Rio Grande, que atende a 1,2 milhão de pessoas, opera com 69,1% de sua capacidade.

A medição da Sabesp é feita diariamente e compreende um período de 24 horas: das 7h às 7h.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).