Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Entidades elaboram documento com os com doze eixos estruturantes para o desenvolvimento regional‏

Norte de Minas – Entidades elaboram documento com os com doze eixos estruturantes para o desenvolvimento regional‏

As demandas foram entregues ao deputado Paulo Guedes, novo titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor).

Paulo Guedes recebe demandas das entidades ADENOR, ACI, CDL, Sociedade Rural, Sindicato Rural, FIEMG regional Norte, Sicoob Credinosso e Credinor, Fundetec, AMAMS e CODEMC.
Paulo Guedes recebe demandas das entidades ADENOR, ACI, CDL, Sociedade Rural, Sindicato Rural, FIEMG regional Norte, Sicoob Credinosso e Credinor, Fundetec, AMAMS e CODEMC.

Há cerca de 1 ano, entidades se reúnem para discutir e eleger as principais demandas que são gargalos para o desenvolvimento sustentável do Norte de Minas. Na última quinta-feira, 15 de janeiro, sob a coordenação da  Agência de Desenvolvimento da Região Norte de Minas – ADENOR em parceria com a ACI, CDL, Sociedade Rural, Sindicato Rural, FIEMG NORTE, Fundetec, CODEMC, InterTV, Sicoob Credinosso, Sicoob Credinor e AMAMS, foi realizada reunião das lideranças  com o deputado Paulo Guedes  para entrega oficial do documento e firmar o compromisso de realização das ações pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor), a qual o deputado tomará posse em breve.

Os doze eixos estruturantes foram apresentados em uma documento, denominado “12 Mandamentos Estruturantes para o Norte de Minas Gerais”, entre eles destaque para a questão da água, com estudo para gestão dos recursos hídricos regionais, projeto de preservação dos recursos hídricos dentro das propriedades rurais, implantação de um Centro de Convivência com a Seca; construção do Anel Rodoviário Norte; apoio ao centro tecnológico de pesquisa; viabilidade do transporte via ferrovia até a Bahia e também reativação da hidrovia, no Rio São Francisco; duplicação da BR 251; entre outros.

O entendimento é de que Montes Claros precisa se desenvolver, mas depende também do crescimento das cidades da região. Para tanto, as entidades se comprometem a apoiar a gestão de Paulo Guedes, com o compromisso de que o Norte de Minas seja contemplado com mais ênfase no planejamento das políticas públicas do Estado.

Pávilo Miranda, presidente da ADENOR, afirma que o gestão dos recursos hídricos é fundamental para melhorar a economia  do norte de MG. “Precisamos de projetos e acesso a tecnologias  que ajudem a conviver com  a realidade dos históricos baixos índices pluviométricos”. Em relação à vocação da região para o agronegócio, Rômulo Labate, Conselheiro da Fundetec, enfatizou que ações simples, como a construção de barraginhas e outros projetos como a pesquisa de gramíneas transgênicas dependem da atenção do poder público para serem efetivados, visto que a parte técnica encontra-se com as pesquisas avançadas. “A região precisa de mais tecnologia e inovação para lidar com a longa estiagem. Sem pesquisa e infraesrutura não há desenvolvimento”, disse.

O presidente da Associação Comercial Industrial e de Serviços de Montes Claros, Edilson Torquato, pontuou que Paulo Guedes, por ter sido o deputado com maior expressividade nas urnas,  já seria o interlocutor natural entre o Norte de Minas e as autoridades políticas nas esferas estadual e federal. “Uma das premissas para alavancar o desenvolvimento regional é fortalecer a união em prol de nossas necessidades, buscando mais representatividade para o Norte de Minas frente ao poder público”.

Norte é a região que menos recebe recursos

Segundo o deputado Paulo Guedes, 58% da pobreza do Estado se concentra no Norte de Minas, Vale do Jequitinhonha e Mucuri. Entretanto, dos recursos para a população carente, apenas 3% são destinados para estas regiões. “A falta de recursos é claramente o maior desafio a ser superado. Apresentamos nova proposta de orçamento, tentando corrigir disparidades na distribuição de recursos públicos para esta parte do Estado. Somos a Amazônia de Minas, com a maior cobertura vegetal do estado, e recebemos uma parte ínfima do ICMS ecológico, por exemplo”.

A água, por sua vez, será o carro chefe na distribuição de recursos da Secretaria de Desenvolvimento, de acordo com Guedes. “Temos muitos projetos e o sonho de grandes barragens, porém, a burocracia excessiva impede que se tornem realidade. Uma obra que custaria 60 milhões para ficar pronta, demanda até 240 milhões em análises e licenciamentos ambientais, o que inviabiliza qualquer projeto. Portanto, vamos lutar bravamente contra a burocracia e a legislação impeditiva. Acreditamos que este momento é crucial para a região se unir e mostrar que está forte na defesa de seus interesses”, ressaltou Paulo Guedes após assinar a carta de reivindicações apresentada pelas entidades.

Agência Mosaico

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).