Inicio » Minas Gerais » MG – Minas Gerais recebe mais de 600 mil comprimidos de medicamento para Aids

MG – Minas Gerais recebe mais de 600 mil comprimidos de medicamento para Aids

Minas Gerais ganhou reforço no combate contra a HIV e a Aids. O Ministério da Saúde enviou nesta semana ao Estado um estoque com 636 mil comprimidos do medicamento 3 em 1 para o tratamento de pacientes com as doenças.
MG - Minas Gerais recebe mais de 600 mil comprimidos de medicamento para Aids
MG – Minas Gerais recebe mais de 600 mil comprimidos de medicamento para AidsMG – Minas Gerais recebe mais de 600 mil comprimidos de medicamento para Aids

A previsão é de que a dose tripla combinada, composta pelos medicamentos Tenofovir (300 mg), Lamivudina (300 mg) e Efavirenz (600 mg), comece a ser distribuída aos pacientes até esta sexta-feira (23).

De acordo com o novo boletim epidemiológico, cerca de 734 mil pessoas vivem com HIV e Aids no Brasil. Desde os anos 1980, foram notificados 757 mil casos de Aids no país. Em Minas Gerais foram registrados cerca de 53 mil casos no período. A epidemia no Brasil está estabilizada, com taxa de detecção em torno de 20,4 casos, a cada 100 mil habitantes, em 2013. No Estado de Minas Gerais essa taxa é de 12,7 casos a cada 100 mil habitantes.
A combinação de medicamentos deverá beneficiar em todo o país 100 mil novos pacientes com HIV e Aids. O Ministério da Saúde investiu R$ 36 milhões na aquisição de 7,3 milhões de comprimidos para todo o país. O estoque é suficiente para atender os pacientes nos próximos doze meses.
3 em 1
O uso do medicamento 3 em 1 está previsto no Protocolo Clínico de Tratamento de Adultos com HIV e Aids do Ministério da Saúde como tratamento inicial para os pacientes soropositivos. Atualmente, os medicamentos são distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e consumidos, separadamente.
Para o ministro da Saúde, Arthur Chioro, a dose combinada representa um avanço importante na melhoria do acesso ao tratamento de Aids no país. “A utilização de dose fixa combinada (3 em 1) irá permitir uma melhor adesão ao tratamento de pessoas que vivem com HIV e Aids. Além de ser de fácil ingestão, o novo medicamento tem como grande vantagem a boa tolerância pelo paciente, já que significa a redução dos 3 medicamentos para apenas 1 comprimido ”, explicou o ministro.
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).