Inicio » Mais Seções » Famosos » Angelina Jolie denuncia no Iraque falta de verbas para ajudar refugiados

Angelina Jolie denuncia no Iraque falta de verbas para ajudar refugiados

A atriz americana Angelina Jolie, embaixadora da boa vontade da Agência das Nações Unidas para os Refugiados (HCR), lamentou nesse domingo (25), no Iraque, a falta de verbas para os refugiados internos do país e da Síria.

"É minha 50ª visita ao Iraque desde 2007, e o sofrimento é muito maior do que o que eu havia visto", declarou Angelina no campo de refugiados de Khanke, norte do país
“É minha 50ª visita ao Iraque desde 2007, e o sofrimento é muito maior do que o que eu havia visto”, declarou Angelina no campo de refugiados de Khanke, norte do país

“É minha 50ª visita ao Iraque desde 2007, e o sofrimento é muito maior do que o que eu havia visto”, declarou a atriz no campo de refugiados de Khanke, norte do país.

A última visita da estrela americana ao Iraque remonta a 2012, antes de o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) lançar uma ampla ofensiva no país e estabelecer um “califado” nas áreas conquistadas em Iraque e Síria.

“A HCR recebeu apenas metade da verba de que precisava em 2014 para seus programas em Iraque e Síria, e está muito preocupada com o ritmo bastante lento das promessas de doações este ano”, lamentou Angelina.

Mais de 2 milhões de pessoas tiveram que deixar suas casas no Iraque em 2014, e cerca da metade delas se refugiou na região autônoma do Curdistão iraquiano, no norte, onde o fluxo não para de crescer.

Um total de 13 milhões de pessoas foram expulsas de suas casas em Iraque e Síria, denunciou Neil Wright, representante da HCR no Iraque. Ele pediu aos governos e doadores que se mobilizem, diante da dimensão da crise.

Da AFP

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).