Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Projeto prevê extinção do voto secreto na Câmara Municipal de Montes Claros

Montes Claros – Projeto prevê extinção do voto secreto na Câmara Municipal de Montes Claros


Reviewed by:
Rating:
5
On 26 de janeiro de 2015
Last modified:26 de janeiro de 2015

Summary:

Montes Claros - Projeto prevê extinção do voto secreto na Câmara Municipal de Montes Claros

Deu entrada na Câmara Municipal, a emenda nº 01 de autoria do vereador Fernandão Anjo do Futuro (PRTB). O objetivo da proposta é colocar fim ao voto secreto, através da alteração da redação do parágrafo 2°, artigo 44 da Lei Orgânica do Município, nos casos de perda de mandato de um legislador que quebre decoro parlamentar ou que cometa improbidade administrativa.

Montes Claros - Projeto prevê extinção do voto secreto na Câmara Municipal de Montes Claros
Montes Claros – Projeto prevê extinção do voto secreto na Câmara Municipal de Montes Claros

Para o vereador a iniciativa reforça a transparência do Poder Legislativo. “O projeto é de muita relevância não só pela transparência do legislativo, mas para garantia e confiabilidade da classe política e da própria população”, diz.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).