Inicio » Esporte » Vôlei – Montes Claros Vôlei joga com inteligência, mas deixa escapar vitória para o Maringá

Vôlei – Montes Claros Vôlei joga com inteligência, mas deixa escapar vitória para o Maringá

Na noite do último sábado, 31, Montes Claros Vôlei e Maringá se enfrentaram no Ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros, pela sétima rodada do returno da Superliga. Na briga direta por uma classificação melhor na competição, o Pequi Atômico começou bem, manteve bom ritmo e inteligência durante toda a partida, mas não conseguiu segurar a equipe paranaense, e deixou escapar a vitória no tie-break, com parciais de 25/20, 25/27, 20/25, 25/18 e 12/15.

Vôlei - Montes Claros Vôlei joga com inteligência, mas deixa escapar vitória para o Maringá
Vôlei – Montes Claros Vôlei joga com inteligência, mas deixa escapar vitória para o Maringá Foto: Fredson Souza/MCV

A partida foi marcada pelo equilíbrio entre as duas equipes. “Jogamos muito bem se não toda, quase toda a partida. Não desmerecendo a vitória do Maringá, que jogaram de forma incisiva, nós poderíamos ter fechado a partida com resultado favorável, mas valorizamos esse pontinho conquistado dentro de casa”, disse o técnico Marcelinho Ramos.

O JOGO

Desde o início, o MOC já impôs o ritmo intenso que dominaria a partida. Pedrão deu o primeiro saque do jogo e contou a ajudinha do líbero Tiago Brendle, antigo ídolo do Montes Claros, para abrir o placar. Quando o marcador mostrava 24/19 para o Pequi Atômico, Cristian foi para o saque e, em lance duvidoso, o árbitro marcou bola fora, gerando muita reclamação da equipe norte mineira. Mas no lance seguinte o primeiro set foi fechado.

O segundo set foi marcado por um equilíbrio ainda maior entre as equipes e jogadas emocionantes de levantar o ginásio. Em uma delas, o levantador Rodriguinho foi buscar a bola do lado quadra do adversário, fora das quatro linhas, devolveu para a equipe que conseguiu aproveitar o ponto. Em outra, bloqueio triplo dos gigantes Cristian, Salsa e Léo para cima do ataque do Maringá, que acabou em ponto para o Pequi. Mas quando o MOC parecia caminhar para abrir a vantagem de dois sets, o Maringá correu atrás e conseguiu empatar a partida com placar apertado, passando os 25 pontos.

Na terceira etapa, o Maringá se aproveitou do momento menos brilhante do Montes Claros na partida e devolveu o placar do primeiro set.

Na quarta etapa o MOC contou com ajuda do banco de reservas; o líbero Gian entrou e participou de jogadas importantes. “O Gianzinho não tem na armação o seu ponto mais forte, mas é um dos principais defensores da equipe”, e fazendo por merecer o elogio do treinador, após um ataque do Maringá resvalar no bloqueio do Montes Claros, Gianzinho correu contra as placas de publicidade ao fundo da quadra para buscar a bola. Ela voltou na rede para Pedrão armar, mas o central aproveitou o distração dos adversários e mandou direto, de costas, para o chão do lado da equipe do Maringá, para delírio do público presente no Ginásio Poliesportivo.

O tie-break sintetizou toda a partida. Com equilíbrio e alternância na dianteira, o equipe do norte paranaense fechou o bom jogo e levou os três pontos para casa.

Mesmo com o resultado adverso, o MOC se isolou na oitava colocação com 23 pontos e não é ameaçado pelo Voleisul, atual novo colocado com 19 pontos, que também perdeu em casa para a equipe da UFJF. O Pequi Atômico viaja na noite desta segunda-feira para São Paulo, onde enfrentará o São Bernardo Vôlei na noite de quarta (4) às 19 horas.

Por Cid Bruno

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).