Inicio » Mais Seções » Curiosidades » Múmia não está morta, mas em ‘meditação profunda’, dizem Budistas

Múmia não está morta, mas em ‘meditação profunda’, dizem Budistas

Nas tradições budistas, uma pessoa que consegue chegar a um nível tão alto de meditação poderá ajudar outras que estejam ao seu redor.

A múmia, em posição de meditação, foi encontrada intacta nesta semana Foto: The Mirror / Reprodução
A múmia, em posição de meditação, foi encontrada intacta nesta semana
Foto: The Mirror / Reprodução

Uma múmia encontrada em janeiro deste ano na Mongólia, que pode ter mais de 200 anos, estaria ‘viva’, em meditação profunda, segundo acreditam alguns budistas. Segundo a crença, o monge teria atingido um estado de espírito chamado ‘tukdam’ – que é o nível mais próximo daquele de Buddha. As informações são do The Mirror.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).