Inicio » Mais Seções » Saúde » Saúde – Variante mais agressiva do HIV é descoberta em Cuba; especialistas estão preocupados

Saúde – Variante mais agressiva do HIV é descoberta em Cuba; especialistas estão preocupados

Saúde – Variante mais agressiva do HIV é descoberta em Cuba; especialistas estão preocupados.

Saúde - Variante mais agressiva do HIV é descoberta em Cuba; especialistas estão preocupados
Saúde – Variante mais agressiva do HIV é descoberta em Cuba; especialistas estão preocupados

Especialistas em saúde de Cuba detectaram, há alguns anos, que os pacientes com o vírus do HIV no país desenvolviam a Aids de uma forma anormalmente rápida. Um grupo internacional de cientistas, ao investigar a situação, concluiu que, de fato, em Cuba existe uma variante do HIV que é muito mais agressiva, tanto que, em alguns casos, em menos de três anos os pacientes já se encontravam muito doentes.

Os especialistas explicam que, em uma infecção “normal”, o vírus tem que se agarrar às proteínas nas membranas das células do corpo humano. Em uma infecção comum, o vírus usa o ponto CXCR5 e, depois de muitos anos do portador estando em pleno estado de saúde, se muda para o CXCR4, que acelera a propagação da Aids no organismo.

Nos pacientes cubanos esta transição ocorre de forma muito mais rápida e drástica, eliminando a fase em que o paciente ainda tem uma vida saudável. Os cientistas estudaram amostras de sangue de 73 pessoas que haviam sido infectadas recentemente e 52 delas já haviam desenvolvido a Aids. Os especialistas ainda explicam que o subtipo de HIV detectado em Cuba tem o vírus recombinado de três outros subtipos de HIV.

ANTI-RETROVIRAIS – Se o tratamento com anti-retrovirais costuma funcionar bem para tratar infecções normais, ele perde a eficiência dependendo do nível de avanço da doença, no caso do subtipo de HIV encontrado em Cuba.

No país, até o momento, foram diagnosticados um total de 17.625 casos de HIV desde que a epidemia surigu, na década de 1980, segundo dados da Infomed, site oficial da rede de saúde cubana. A epidemia em Cuba ataca majoritariamente a população masculina – 80% de todos os infectados são homens. O Estado oferece atenção e tratamento gratuito a todos os infectados.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).