Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » MG – Marido assassina mulher com cadarço de sapato

MG – Marido assassina mulher com cadarço de sapato

MG - Marido assassina mulher com cadarço de sapato
MG – Marido assassina mulher com cadarço de sapato

MG – Marido assassina mulher com cadarço de sapato

A Polícia Militar em Sarzedo, na região metropolitana de Belo Horizonte, está à procura de um homem de 31 anos suspeito de estrangular sua mulher, na madrugada desta segunda-feira (23). O crime ocorreu na casa onde casal morava, na rua Milton Campos, no bairro Brasília, e teria sido cometido na frente do filho deles, de apenas 4 anos de idade.

Apesar de o assassinato ter acontecido durante a madrugada, a secretária administrativa Sônia de Freitas Neves, de 32 anos, foi encontrada morta somente na manhã desta segunda, pela PM, após uma denúncia do próprio suspeito do crime. “O próprio autor confessou o crime por uma mensagem via WhastApp para a irmã da vítima, que acionou a polícia assim que visualizou a mensagem”, contou o soldado Fernando Peixoto.

Quando foi encontrada sem vida, Sônia estava na sala de casa e seu pescoço estava enrolado com uma corda. “A pericia não soube precisar o tipo desta corda, mas constatou que a morte foi provocada por um estrangulamento”, afirmou o soldado.

Quando os policiais chegaram na cena do crime, o suspeito já havia fugido do local. Antes, porém, ele deixou o filho na casa dos pais dele. “Ele também relatou o crime aos avós paternos da criança, pediu para que eles cuidassem do menino e disse que se suicidaria”, disse o militar. Até o início da tarde desta segunda-feira, porém, o suspeito ainda não havia sido localizado. Ele teria fugido com o carro da família, um Fiat Palio.

Motivação

A motivação para o crime ainda não está esclarecida para a Policia Civil, que já abriu um inquérito para apurar as circunstâncias do assassinato. O que se sabe até então é que o casal estava em uma festa de aniversário de um amigo da família, na noite de domingo. De acordo com testemunhas, no fim do evento, eles teriam discutido. “Eles estavam superanimados na festa, mas de repente começaram a discutir. Só que não deu para saber o motivo. Voltaram por volta das 23h e aí a gente amanheceu com essa triste notícia”, contou um amigo da família, sem se identificar.

Buscas

A  PM realizou várias buscas para tentar encontrar pistas da localização do suspeito do crime.  O pedido para a população é que denúncias sejam feitas pelo 181. Não há necessidade de identificação.

Brigas eram constantes

Junto há mais de oito anos, o casal vivia em “pé de guerra”, segundo vizinhos e parentes ouvidos pela reportagem. Há cerca de 1 ano,  Sônia chegou a se separar do companheiro. “Depois de brigas, ela conseguiu uma medida judicial protetiva contra ele. Ele não podia chegar nem perto dela, segundo a ordem”, contou um amigo da família, que pediu para não ser identificado.

No entanto, no fim do ano passado, a vítima aceitou um pedido de desculpas do companheiro e resolveu  lhe dar uma segunda chance. “Ele pediu a ela uma segunda chance, e ela, depois de muito pensar, resolveu aceitar. Eles têm um filho lindo e ela pensou muito na criança. Apesar dos pesares, ela gostava muito dele também”, disse o familiar, acrescentando que o casal não era casado oficialmente, mas assinou recentemente uma união estável.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).