Inicio » Economia » EMATER–MG apresenta importantes resultados em prol da sociedade mineira

EMATER–MG apresenta importantes resultados em prol da sociedade mineira

EMATER–MG apresenta importantes resultados em prol da sociedade mineira.

Empresa está presente em 93% dos municípios e atende a 400 mil famílias rurais. Promove desenvolvimento rural sustentável e qualidade de vida no campo.

Empresa está presente em 93% dos municípios e atende a 400 mil famílias rurais. Promove desenvolvimento rural sustentável e qualidade de vida no campo.
Empresa está presente em 93% dos municípios e atende a 400 mil famílias rurais. Promove desenvolvimento rural sustentável e qualidade de vida no campo.

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater–MG) possui 66 anos de existência e se consolida como referência em todo o país na sua área de atuação. Ela foi a primeira empresa do setor no Brasil e hoje está presente em 789 municípios, o que corresponde a 93% de todo Estado. Atende 400 mil famílias por ano, atingindo 78% dos agricultores familiares mineiros.

O serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural contribui para o crescente resultado positivo no PIB do agronegócio de Minas Gerais, que no último ano atingiu R$ 150 bilhões, valor que representa 14% do PIB do agronegócio Nacional. Quando se compara com o PIB total do Estado, a participação do agronegócio é de 35%.  Segundo o Censo Agropecuário 2006 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em média os agricultores familiares atendidos pelo serviço têm renda quatro vezes maior que os demais. Isso significa ganho de produtividade e melhoria de vida da população. Além dos serviços de assistência técnica, a Emater–MG desenvolve programas, políticas públicas e projetos que geram resultados ambientais, sociais e econômicos.

O programa Minas Rural, do Governo de Minas e gerenciado pela Emater–MG, por exemplo, beneficiou nos últimos dois anos, 250 mil agricultores com projetos de horticultura, avicultura, apicultura, abastecimento de água e outros. O programa incentiva a produção de alimentos, agregação de valor e geração de renda, visando à melhoria das condições de segurança alimentar e nutricional. A instituição é responsável pela mobilização dos agricultores, assistência técnica, compra e distribuição dos insumos.

Na cafeicultura, a Empresa desenvolve o programa Certifica Minas Café, em conjunto com a Secretaria de Estado de Agricultura e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). A Empresa orienta os produtores para a adequação das propriedades às boas práticas agrícolas em todos os estágios da produção, atendendo também normas ambientais e trabalhistas reconhecidas internacionalmente. No final do processo, a propriedade passa por uma auditoria independente e recebe um certificado. Atualmente, Minas conta com 1633 propriedades certificadas em 214 municípios. O Estado é o maior produtor nacional de café e responde por cerca de 50% da safra brasileira.

De acordo com o presidente da Emater–MG, José Ricardo Roseno, para atingir resultados positivos foi preciso investir na melhoria da infraestrutura. “Cerca de 500 veículos foram entregues, pela primeira vez adquiridos com ar condicionado para proporcionar melhores condições de trabalho. Quase dois mil computadores, diversos equipamentos e mobiliário chegaram às nossas Unidades para melhorar a qualidade do atendimento prestado ao produtor rural e agricultor familiar. Temos a certeza de haver dado significativa contribuição rumo às condições ideais de trabalho. Muito há que ser feito e vamos continuar em busca de melhorar cada vez mais”, destaca.

Outro fator importante foi o empenho realizado para a valorização de pessoas, através de aprovação de Concurso Público, Programa de Demissão Voluntária (PDV) e qualificação profissional. “Conseguimos realizar o PDV, com 84 profissionais já desligados e outros 145 com previsão de afastamento em 2015. Também conquistamos, no último ano, a aprovação pelo Governo de Minas para realização do Concurso Público. Hoje sofremos com déficit no quadro de profissionais, o que impossibilita a presença em todos os municípios mineiros e a ampliação do serviço. Com reposição de pessoal vamos superar, em caráter definitivo, este problema. E para qualificar, ainda mais, o atendimento aos produtores, a Emater–MG também irá proporcionar a capacitação de 400 técnicos com o curso de pós-graduação através da Universidade Federal de Lavras (UFLA)”, ressalta Roseno.

Minas também é o principal produtor brasileiro de leite. Nesta área, a Emater–MG desenvolve o Minas Leite. O programa investe na qualificação gerencial e técnica das propriedades, gerando ganhos econômicos, sociais e ambientais. São priorizadas propriedades com produção de até 200 litros de leite/dia. Atualmente, o programa conta com 1160 propriedades cadastradas, distribuídas em 386 municípios. Cada propriedade atendida pelo Minas Leite serve de modelo para outras dez propriedades vizinhas, o que garante um efeito multiplicador das ações do programa.

Nos últimos dois anos, a Emater–MG orientou 17 mil agricultores para fornecimento de produtos ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O PNAE é um programa do Governo Federal que estabelece que 30% dos recursos para a merenda escolar sejam destinados à compra de gêneros alimentícios produzidos por agricultores familiares. Já no PAA, os produtos da agricultura familiar são adquiridos pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e distribuídos para creches, asilos, escolas públicas e instituições assistenciais.

Outro importante programa que tem participação da Emater–MG é o Brasil Sem Miséria, dos ministérios de Desenvolvimento Agrário (MDA) e de Desenvolvimento Social (MDS). A Empresa faz o diagnóstico e o planejamento de projetos produtivos das famílias que podem ser beneficiadas, além de orientar a execução dos mesmos. Cerca de 9,2 mil famílias, com renda de até R$ 77 mensais por pessoa, já foram assistidas pela Emater–MG. O MDA repassa os recursos a fundo perdido para a elaboração de projetos produtivos que gerem renda para as famílias. Destaca-se, também, a efetiva atuação da Empresa no Minha Casa, Minha Vida Rural com orientação e identificação de famílias para acesso ao Programa.

Projeto Jaíba e Preservação do Rio São Francisco

O Perímetro de Irrigação do Projeto Jaíba, no Norte de Minas, está localizado entre o rio São Francisco, onde ocorreu o desvio para abastecer os canais, e o rio Verde Grande. A região se destaca como importante polo produtor de fruticultura, principalmente de banana, limão e manga. A área do projeto tem aproximadamente 1.830 pequenos produtores, que recebem assistência técnica da instituição, além de 90 médios produtores e 55 empresários. A atual área irrigada do projeto, incluindo as etapas I e II, é de aproximadamente 20 mil hectares.

Uma das principais ações da Emater–MG na área ambiental é a de preservação da sub-bacia hidrográfica do Rio São Francisco, desenvolvida em parceria com a Ruralminas e Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). Foram beneficiados 56 municípios, com a construção de barraginhas – para captação da água da chuva – terraços e proteção de nascentes. O investimento da Emater–MG no trabalho foi de aproximadamente R$ 1,5 milhão.

Centros de Comercialização

O trabalho desenvolvido pela Emater–MG também proporcionou a inauguração dos Centros de Qualidade do Queijo Minas Artesanal de Medeiros e do Rio Paranaíba, do Centro Vocacional Tecnológico da Agricultura Familiar de Ponto dos Volantes e do Centro de Comercialização da Agricultura Familiar de São Francisco. São espaços estruturados graças a diversas parcerias desenvolvidas pela Empresa e que possibilitam a capacitação e a venda dos produtos regionais pelos agricultores familiares.

Emater–MG em números

– Municípios atendidos: 789 (93% do Estado)

– Agricultores atendidos: 400 mil famílias

– Programa Minas Sem Fome: 250 mil agricultores

– Programa Certifica Minas Café: 1633 propriedades em 214 municípios

– Programa Minas Leite: 1160 propriedades em 386 municípios

– PNAE e PAA: 17 mil agricultores

– Brasil Sem Miséria: 9,2 mil famílias até novembro

– Projeto Jaíba: 1.830 produtores atendidos

– Preservação da sub-bacia do São Francisco: 56 municípios

– Pós-graduação a distância: 400 técnicos na área ambiental

– Veículos adquiridos: cerca de 500 unidades

– Notebooks adquiridos: 640 unidades e outras 500 em processo de aquisição.

– Desktop adquiridos: 199 unidades e outras 429 em processo de aquisição.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).