Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna – Fragmentos Diários; (Aumento e também invento)

Coluna – Fragmentos Diários; (Aumento e também invento)

Coluna – Fragmentos Diários; (Aumento e também invento)

Homens da Lei

Tive um amigo que declarava  aos quatro ventos que morria  de medo da policia. Eu nunca conseguia  entender  como um cara que morava bem, tinha carro zero para andar e comia a menina que quisesse, sustentava  uma  neurose daquelas. Até o dia em que me auto-convidei para ir na sua casa, com o endereço que consegui a preço de ouro, na chegada fui recebido por um sujeito de toca ninja na cara e fuzil AR 15 na mão, perguntei se ele estava “Sim o chefe está” mas fui revistado até nas pregas do botão. Quando cheguei até ele, fiquei surpreso em saber como ele conhecia minha família, falara o nome de todos, rotina minuciosa inclusive que na época minha irmã estava saindo com um cara casado, por fim fizera o mapa sobre minha pessoa mostrando quem eram meus amigos com quem eu andava e o maior de todos os segredos, os filmes pornôs de Rita Cadillac que eu tinha escondido numa pasta preta no fundo de um baú antigo que só possuía uma copia da chave. Resumindo entendi tudo, o seu medo da policia e todo aquele  seu cuidado por mim e meus familiares.

Linguagem Peculiar

O meliante ao sentir a aproximação da guarnição, veio cair ao solo sendo conduzido para a 60 DP, a queda provocou no citado cidadão em conflito com a lei a quebra frontal do pau do nariz, roxidão nos dois olhos, quebra de dois dentes, fratura no ante-braço esquerdo, quebra de quatro costelas. Além de lesões nos testículos.

Medo com razão

Esse ex-amigo tinha seus motivos para temer, mas nada explica certos atos cometidos pela policia, por exemplo entrevistei ano passado para o Blog Cidadania Afetada o carroceiro Dalmacir Bento de Jesus Soares, que move ação contra o Estado por abuso de poder por policiais da ROTAM. Segundo ele descarregava seu entulho em uma caçamba da Prefeitura quando passaram dois sujeitos correndo, pouco depois uma viatura da ROTAM parou e desceram quatro policiais de armas em punho, um deles perguntou se ele havia presenciado dois sujeitos passarem por ali, ele disse sim, perguntaram para onde foram ele disse que não, um mais alterado quis saber por quê ele não respondia olhando para eles, ele respondeu que estava com pressa de terminar seu serviço. Por estas palavras fora  agredido com um tapa na orelha, ao questionar a violência levou outra bofetada e mais algumas que   não consegue se lembrar quantas. Só frisa que ao sentir que o mundo estava acabando em porradas, gritara que os bandidos teria  corrido para um bueiro aberto nas proximidades, deixando-o com as dores pelo corpo. O pior é que os ladrões voltaram pouco depois que os policiais se foram e o chamaram de alcagüete, bateram tanto nele que o SAMU precisou ser chamado para os primeiros socorros.

– Polícia: Qual a ocorrência?- Tem 2 homens brigando por mim.
– E qual o problema nisso, senhora?- O feio tá ganhando! Venha rápido!

Policia ou Bandido

“Uma coisa eu posso dizer, a maioria que mora em comunidades pobres tem mais medo da policia. Os bandidos são todos conhecidos, quando a policia chega trata todo mundo com bandido” (Mulher de Amarildo)

“Fui estuprada por um policial, só de raiva em nem gritei!” (Paula Dartangnan, codinome de Artur Felicidade dos Santos do Morro da Mangueira –RJ)

Riso da Hora

O guarda vê um homem estacionando seu carro em local proibido e pede:

— Tire o carro e pare em outro lugar! Não está vendo a placa de “proibido estacionar”?

— Estou — responde o motorista.

— E então?

— E então? Então vá tomar banho!

O guarda algema o indivíduo sem mais nem menos e o leva até a delegacia:

— Olha que engraçadinho delegado. Mandei tirar o carro de um local proibido e ele me mandou tomar banho!

— Ah, é? — diz o delegado com ironia — E eu? O que você vai mandar?

— Você eu vou mandar tomar no cu! — diz o cara.

O delegado fica muito puto, dá uma porrada nos cornos do cara e fala:

— Leva para os fundos e põe o filho da puta no pau-de-arara.

O policial leva o homem até uma salinha e o pendura de ponta-cabeça, quando a carteira do cara cai do bolso aberta no chão: “JUIZ FEDERAL”

Correndo, o guarda volta à sala do delegado e diz:

— Doutor: o cara é JUIZ FEDERAL!

— JUIZ FEDERAL? Puta que pariu! E agora? O que nós vamos fazer?

— Bom, eu vou tomar meu banho!

Fica assim, amanhã tem mais…

Por Hesiodo José

Hesiodo José
Hesiodo José
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).