Inicio » Mais Seções » Motor » Motor – Bugatti Veyron ganha “versão final” com 1.200 cv em Genebra

Motor – Bugatti Veyron ganha “versão final” com 1.200 cv em Genebra

Motor – Bugatti Veyron ganha “versão final” com 1.200 cv em Genebra

Bugatti Veyron La Finale Foto: AFP
Bugatti Veyron La Finale
Foto: AFP

Carro chega a 450ª unidade produzida

A Bugatti revelou nesta terça-feira, durante o Salão de Genebra, na Suíça, a última versão do Veyron, chamada de La Finale. O veículo, que é o carro mais potente do mundo já fabricado em série, chegou à sua 450ª unidade produzida – e já vendida.

De acordo com a Bugatti, o carro manteve o mesmo motor de 16 cilindros 8.0 litros, capaz de desenvolver até 1.200 cavalos de potência. O super carro tem velocidade máxima de 410 km/h e vai de zero a 100 km/h em 2s6.

O consumo para tanta potência é de 4,3 quilômetros por litro de combustível.

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.VLI abre vagas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).