Inicio » Economia » Saiba como reduzir o valor da conta de energia elétrica

Saiba como reduzir o valor da conta de energia elétrica

Saiba como reduzir o valor da conta de energia elétrica

Saiba como reduzir o valor da conta de energia elétrica
Saiba como reduzir o valor da conta de energia elétrica

Atitudes simples podem anular aumentos criados pelas “bandeiras tarifárias” da Aneel, que ficaram mais caras em março. Confira as dicas do Procon Assembleia.

Não é apenas com a economia de água que o consumidor deve se preocupar atualmente. Desde janeiro de 2015, o valor cobrado na conta de luz depende da cor da chamada “bandeira tarifária”, um sistema adotado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para estabelecer o custo da energia para os consumidores a cada mês. Esse custo varia de acordo com as condições de geração energética do País. E a partir desta segunda-feira (02/03/15), os valores das bandeiras passaram a ser mais onerosos. Por isso, em tempos de reservatórios vazios e pouca chuva, o consumidor deve ficar atento porque, se não economizar, sua conta certamente virá mais cara.

O sistema implantado pela Aneel define três cores: verde, para a qual a tarifa não sofre reajuste; amarela, na qual o valor cobrado passou, desde 2/3/15, de R$ 1,50 para R$ 2,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos; e vermelha, cujo acréscimo, que era de R$ 3,00, subiu para R$ 5,50 para cada 100 kWh. No mês de março/15 a cor da bandeira é vermelha. A divulgação da cor para cada mês é feita no final do mês anterior. Esse calendário está disponível no site da Aneel.

Apesar de significar aumento na conta de luz, o sistema de bandeiras tarifárias permite que o consumidor saiba com antecedência se o preço a pagar será mais caro ou não. Assim, para evitar surpresas desagradáveis no final do mês, ele deve ficar atento e evitar o desperdício de energia. A seguir, algumas dicas do Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para o consumo consciente em casa:

– Prefira as lâmpadas fluorescentes. Elas costumam durar mais que a incandescentes e são bem mais econômicas.

– Evite deixar lâmpadas acesas em cômodos onde não haja ninguém.

– Chuveiro e ferro elétrico são grandes gastadores. Tome banhos mais rápidos e acumule bastante roupa lavada para passar tudo de uma só vez.

– Aparelhos em modo stand-by, apesar de desligados, gastam energia para manter aquela luzinha acesa. Se não os utilizar por muito tempo, desligue-os da tomada.

– Paredes e teto com cores claras refletem melhor a luz e demandam lâmpadas menos potentes. Durante o dia, deixe as cortinas e persianas abertas para aproveitar ao máximo a luz solar.

– Retire o carregador de celulares da tomada quando não o estiver usando.

– Nunca use a parte de trás da geladeira para secar roupas. A borracha de vedação da porta deve estar em bom estado. Além disso, não coloque alimentos quentes na geladeira, pois isso vai fazer com que ela funcione mais tempo para resfriá-los.

– Ao comprar eletrodomésticos, observe o selo Procel, que indica quais modelos consomem menos energia.

– Se for viajar, retire todos os equipamentos de suas tomadas, exceto a geladeira, caso decida manter nela produtos perecíveis.

Quaisquer dúvidas do consumidor referentes ao sistema de bandeiras tarifárias devem ser encaminhadas à concessionária de energia elétrica ou à Aneel, pelo telefone 167.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).