Inicio » Internacional » Ásia » Ásia – Familiares de passageiros do MH370 cobram respostas um ano após desaparecimento

Ásia – Familiares de passageiros do MH370 cobram respostas um ano após desaparecimento


Reviewed by:
Rating:
5
On 8 de março de 2015
Last modified:8 de março de 2015

Summary:

Ásia - Familiares de passageiros do MH370 cobram respostas um ano após desaparecimento

Um ano após o desaparecimento do voo MH370 permanece o mistério sobre o que teria acontecido com a aeronave, enquanto Malásia e Austrália afirmaram neste domingo que mantêm a esperança de dar uma resposta às famílias dos passageiros.

Ásia - Familiares de passageiros do MH370 cobram respostas um ano após desaparecimento
Ásia – Familiares de passageiros do MH370 cobram respostas um ano após desaparecimento

Um relatório de especialistas independentes publicado neste domingo em Kuala Lumpur não trouxe nenhum conforto para as famílias e amigos dos desaparecidos, já que traz poucos novos elementos.

O voo MH370, que fazia o trajeto entre Kuala Lumpur e Pequim, desapareceu dos radares em 8 de março de 2014, com 12 tripulantes e 227 passageiros a bordo, dos quais dois terços eram cidadãos chineses.

O primeiro-ministro malaio Najib Razak, cujo país foi duramente criticado pelas famílias das vítimas, reafirmou neste domingo a sua determinação em dar respostas sobre o que aconteceu.

Apesar “dos fracos elementos materiais” de que dispõe os investigadores, a “Malásia continua empenhada nas buscas e ainda acredita que o voo MH370 será localizado”, declarou Razar em um comunicado.

Vários navios passaram meses sondando o fundo do mar no sul do Oceano Índico, com a ajuda de sonares sofisticados que já rastrearam 40% “de uma área de busca dada como prioritária”. Mas a operação conduzida pela Malásia ainda não permitiu encontrar o avião.

O Boticário

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).