Inicio » Mais Seções » Curiosidades » Veneno de aranha brasileira pode provocar até 4 horas de eração

Veneno de aranha brasileira pode provocar até 4 horas de eração

A maioria de nós ficaríamos nervosos ao ver uma grande aranha, mas para os poucos infelizes que são vítimas da picada da aranha-armadeira existe um significado diferente: O veneno da aranha-armadeira – também conhecida como aranha da banana (ou mais formalmente Phoneutria nigriventer ) provoca ereções em homens.

Aranha armadeira (Crédito: Mega Curioso)
Aranha armadeira (Crédito: Mega Curioso)

O veneno da aranha P. nigriventer é uma rica mistura de várias moléculas, “diz o Dr. Kenia Nunes, um fisiologista da Faculdade de Medicina da Geórgia, que está atualmente estudando esse estranho efeito colateral. “Essas moléculas são chamadas de toxinas, e então nós temos várias toxinas neste veneno com diferentes atividades. Devido a isso, quando um humano é picado por essa aranha, podemos observar diversos sintomas, incluindo priapismo, uma condição na qual o pênis fica continuamente ereto. “

Além das longas e dolorosas horas de ereção, a mordida da aranha-armadeira pode causar perda do controle muscular, dor, dificuldade para respirar e, se não for tratada a a tempo até a morte, devido à privação de oxigênio (com a devida medicação, a vítima geralmente se recupera dentro de um semana.)

Mas enquanto a mordida da aranha pode ser dolorosa – ou mesmo mortal – seu excêntrico veneno pode realmente vir a ser um recurso valioso quando se trata de tratar a disfunção erétil em homens.

“No Brasil, temos vários relatos de acidentes envolvendo esta aranha e o priapismo apareceu como um dos sintomas”, diz Nunes, que recentemente publicou um estudo no Journal of Sexual Medicine “sobre o veneno da aranha e seu uso potencial no tratamento de disfunção erétil. “Então começamos a investigar qual a parte do veneno – que a toxina – seria responsável por este sintoma. Encontramos a toxina responsável e conforme experiências realizadas com ratos hipertensos que têm disfunção erétil grave, essa toxina foi capaz de normalizar a função erétil destes animais. ”

Depois de isolar a toxina (conhecida como PnTx2-6), Nunes e seus colegas, em seguida, estudaram o mecanismo de ação e descobriram que a toxina atua de uma forma diferente em comparação com outros fármacos para a disfunção erétil, como Viagra.

“Isso é bom porque sabemos que alguns pacientes não respondem ao tratamento convencional”, diz ela. “Esta poderia ser uma boa opção de tratamento para eles.”

Em breve a pesquisa será também direcionada para as mulheres, a intenção é descobrir se essa toxina também teria um efeito positivo para as mulheres com disfunção sexual.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).