Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » MG – Goleiro Bruno Fernandes quer provar que não é pai de Bruninho

MG – Goleiro Bruno Fernandes quer provar que não é pai de Bruninho


Reviewed by:
Rating:
5
On 22 de março de 2015
Last modified:22 de março de 2015

Summary:

MG - Goleiro Bruno Fernandes quer provar que não é pai de Bruninho

MG – Goleiro Bruno Fernandes quer provar que não é pai de Bruninho

Defesa do ex-jogador entrou com ação na Justiça pedindo exame.

Ex-goleiro Bruno Fernandes em março de 2013, durante julgamento em Contagem (MG), no qual era acusado de mandar matar a ex-amante, Eliza Samudio
Ex-goleiro Bruno Fernandes em março de 2013, durante julgamento em Contagem (MG), no qual era acusado de mandar matar a ex-amante, Eliza Samudio

A defesa do goleiro Bruno Fernandes – condenado pela morte de Eliza Samudio, em 2010 – entrou, na última quarta-feira, com um pedido de negação da paternidade do suposto filho do casal, Bruninho. Os advogados alegam que isso não muda em nada a situação do ex-atleta. No entanto, pode desqualificar o que seria a principal motivação do crime.

Natura

///////////////////////////

.

“Só vamos tirar um peso muito grande das costas dele. A responsabilidade, o que ele está passando por um filho que não era dele. Agora, quanto ao processo, não muda nada”, afirma o advogado Francisco Simim.

A informação foi dada pelo próprio Bruno, em entrevista para o programa do apresentador Gugu Liberato, na Record, na noite da última quinta-feira.

A ação foi protocolada no Mato Grosso do Sul, onde a criança mora com a avó materna, Sônia Moura. No mesmo programa, a mãe de Eliza foi entrevistada e se mostrou a favor do teste de DNA, desde que o goleiro informasse onde estão os restos mortais de Eliza. A reportagem  tentou entrar em contato com a mulher, mas ela não atendeu nenhuma das ligações.

Segundo Simim, a Justiça não pode obrigar a avó do menino a realizar o exame de DNA, mas ele acredita que isso seria positivo para seu cliente. “Fazendo o exame, fica a cargo do juiz decidir se nega ou não a paternidade. Ela se recusando a autorizar o exame, significa que tem dúvidas (sobre a paternidade)”, acrescenta.

Natura

///////////////////////////

.

Apesar de não ter certeza se é o pai, Bruno afirmou, na entrevista, que quer recuperar a guarda do menino.

O ex-goleiro do Flamengo foi condenado em 2013 a 22 anos e três meses de prisão. São 17 anos e seis meses em regime fechado pelos crimes de homicídio qualificado, cárcere privado, sequestro de Eliza e do filho, e ocultação de cadáver. 

Com Agências

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).