Inicio » Internacional » Europa » Europa – Acidente aéreo nos Alpes: quem eram as vítimas?

Europa – Acidente aéreo nos Alpes: quem eram as vítimas?

Europa – Acidente aéreo nos Alpes: quem eram as vítimas?

De esquerda a diretia e de acima para abaixo: María Redmar, Josep Sabaté, Fernando Martínez Rubio, Manuel Rives, Rogelio Oficialdegui Tina; y Oleg Bryjak.
De esquerda a diretia e de acima para abaixo: María Redmar, Josep Sabaté, Fernando Martínez Rubio, Manuel Rives, Rogelio Oficialdegui Tina; y Oleg Bryjak.

Dois cantores de ópera a trabalho, professores de inglês em férias, uma integrante de uma banda de rock e estudantes retornando de um intercâmbio escolar. O voo da companhia aérea alemã Germanwings, que caiu nos Alpes na terça-feira, carregava 150 pessoas – e muitas histórias.

O Airbus A320, que partiu de Barcelona, na Espanha, com destino a Dusseldorf, na Alemanha, transportava 144 passageiros e seis tripulantes.

Segundo autoridades, não houve sobreviventes.

Muitas das pessoas a bordo do voo eram de nacionalidades alemã e espanhola, mas também havia cidadãos do Reino Unido, Austrália e Bélgica, entre outros.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

A lista oficial das vítimas do acidente ainda não foi divulgada, mas alguns dos passageiros que estavam no voo 4U 9525 já foram identificados. Saiba mais sobre as histórias de alguns deles.

Greig e sua mãe, Carol (Austrália)

Carol, de 68 anos, era enfermeira e seu filho Greig, de 29 anos, atuava como engenheiro. Ambos estavam de férias na Europa.

Seus nomes foram divulgados pelo ministro das Relações Exteriores da Austrália, junto com um comunicado da família pedindo respeito a sua privacidade, segundo a rede de TV ABC News.

“Carol era um mãe amorosa, uma esposa dedicada a seu marido, Dave, e uma irmã de três irmãos”, informou o comunicado.

Greig faria 30 anos no próximo dia 23 de abril.

“Ele era um filho amoroso de Carol e Dave e um companheiro excepcional de sua irmã, Alex. Ele era adorado tanto por sua família e seus amigos”.

A mãe e o filho estava viajando de férias na Europa antes de começar a ensinar inglês no continente, acrescentou o comunicado divulgado pela família.

“Ambos eram pessoas extraordinárias e excepcionais, amados por aqueles que eles amavam”.

“Eles estarão para sempre em nossos corações, lembranças e sonhos”.

Marina Bandres Lopez-Belio (Reino Unido)

Marina Bandres Lopez-Belio e seu filho de sete meses Julian Pracz-Bandres estavam no voo que caiu nos Alpes, de acordo com um comunicado divulgado pelo marido dela na quarta-feira.

Marina nasceu na Espanha, mas morava em Manchester, na Inglaterra, há sete anos. Ela era editora e colorista em uma companhia de pós-produção de vídeos e filmes.

Pawel Pracz afirmou que sua mulher e filho viajaram à Espanha para participar do funeral do tio dela.

“Ela comprou as passagens no último minuto, e decidiu voltar para Manchester (via Dusseldorf) porque queria voltar para a sua rotina diária o mais rápido possível”, disse ele.

Paul Andrew Bramley (Reino Unido)

Natural de Hull, no nordeste da Inglaterra, Paul, de 28 anos, estava estudando Administração Hoteleira no Cesar Ritz College em Lucerna, na Suíça, informou uma nota divulgada por sua família.

Ele havia acabado seu primeiro ano na faculdade e estava viajando de férias com amigos de Barcelona antes de voltar ao Reino Unido por Dusseldorf.

A mãe de Paul, Carol, mora em Maiorca, na Espanha, e está atualmente no Reino Unido.

“Paul era um filho generoso, atencioso e amoroso. Ele era o melhor filho, ele era meu mundo”, disse ela nesta quarta-feira.

Martyn Matthews (Reino Unido)

Natural de Wolverhampton, na Inglaterra, Martyn Matthews, de 50 anos, trabalhava como diretor de qualidade sênior de uma empresa que fabrica peças automotivas e tinha dois filhos.

“Estamos arrasados com a notícia desse trágico incidente”, informou a família.

Ele deixa a mulher, Sharon, e dois filhos, Jade e Nathan.

Cantores de ópera

Dois cantores de ópera que voltavam de uma apresentação em Barcelona estão entre as vítimas do voo que caiu nos Alpes.

A contralto Maria Radner, de 34 anos, havia participado da encenação da ópera Siegfried de Richard Wagner no teatro Grand Teatre del Liceu, em Barcelona. Em nota, a casa afirmou que Radner, junto de seu marido e filho recém-nascido, estavam no avião.

Radner, que nasceu em Dusseldorf, tinha se apresentado na Metropolitan Opera em Nova York assim como em Londres e outras famosas casas.

Seu colega Oleg Bryjak, de 54 anos, nasceu no Cazaquistão e já havia se apresentado em Paris, Zurique, Londres, Los Angeles e outras cidades, segundo seu site pessoal.

O Gran Teatre del Liceu, onde os dois se apresentaram na noite anterior ao voo, ofereceu condolências em sua conta no Twitter.

Grupo de estudantes

Um grupo de 16 estudantes ─ 14 meninas e dois meninos ─ da escola Joseph-König em Haltern, no oeste da Alemanha, estavam no voo que caiu nos Alpes.

O jornal local em Haltern noticiou que 40 alunos queriam ir à Espanha, mas a escola optou por fazer um sorteio para escolher os 16 que participaram da viagem.

Acompanhados de dois professores, os estudantes participavam de um intercâmbio escolar com uma escola em Llinars de Valles, perto de Barcelona. Alunos espanhóis haviam visitado a escola alemã no ano passado.

O jornal espanhol El País informou que uma menina do grupo quase perdeu o voo depois de ter esquecido o passaporte. A família que a acolheu teve de percorrer 50 km até o aeroporto para entregar o documento, a tempo de permitir o embarque dos estudantes no avião.

Muitos dos alunos eram meninas de 16 anos, afirmou uma autoridade à repórter da BBC Katya Adler.

Colegas dos estudantes e pais se reuniram na escola na terça-feira após saber do acidente. Uma solenidade fúnebre foi realizada na quarta-feira.

Lara Beer, de 14 anos, afirmou à agência de notícias Associated Press que sua melhor amiga, Paula, estava a bordo do voo.

“Estava esperando pelo trem no qual Paula deveria estar, mas o trem chegou e Paula não estava lá, então voltei para casa. Foi quando meus pais me disseram que Paula havia morrido”, disse ela, secando as lágrimas.

Outra aluna, Philippa, afirmou à BBC que sua amiga estava entre as 14 meninas mortas no acidente e que muitos dos estudantes haviam enviado mensagens a seus amigos dizendo que estavam ansiosos para voltar para casa.

As aulas foram canceladas nesta quarta-feira, mas os estudantes estão sendo encorajado a ir para a escola e falar com amigos e psicólogos.

Christian Driessens (Bélgica)

Um site de notícias belga identificou o passageiro belga como Cristian Driessens, de 59 anos.

Driessens teria nascido no Congo antes de se mudar para estudar no país, onde conheceu uma catalã e decidiu morar na Espanha. Ele estaria morando em Palleia, perto de Barcelona.

Ele tem uma afilhada, Sandrine Driessens, de Liège.

Eyal Baum (Israel)

O Ministério das Relações Exteriores de Israel informou que Eyal Baum, de 39 anos, que morava em Barcelona, estava viajando para Dusseldorf a trabalho.

Sua família, que mora em Hod HaSharon, na região central de Israel, foi notificada.

Milad Eslami e Hossein Jawadi (Irã)

Milad Eslami e Hossein Jawadi trabalhavam como jornalistas que cobriam os jogos da seleção nacional de futebol do Irã na Áustria.

Eles viajaram à Espanha para assistir ao El Clásico ─ a partida entre Barcelona e Real Madrid.

Três Americanos

O Departamento de Estado dos Estados Unidos confirmou que três americanos morreram no acidente, incluindo Yvonne Selke e sua filha Emily Selke.

Dois colombianos

Maria del Pilar Tejada e Luis Eduardo Medrano estavam entre as vítimas, confirmou o Ministério das Relações Exteriores da Colômbia.

Tejada, de 33 anos, estava estudando em uma universidade em Colônia, na Alemanha. Ela havia viajado a Barcelona para visitar seu companheiro, também colombiano.

Medrano, de 36 anos, atuava como arquiteto na Europa.

Seu amigo o descreveu como alguém com “um excelente senso de humor, amante dos esportes, muito inteligente, saudável e estudioso”.

“(Ele era) um grande amigo”, disse Andrés Agredo ao jornal colombiano El Tiempo.

Casal argentino

A imprensa argentina noticiou que Sebastián Gabriel Greco e Gabriela Luján Maumus, ambos de 28 anos, estavam no voo que caiu nos Alpes.

Maumus era baixista de uma banda de rock e filha de um bombeiro.

Ela deveria tocar neste domingo com sua banda, Asalto al Parque Zoológico (APZOO), no popular distrito de La Boca, em Buenos Aires.

Mexicanos

Uma mulher mexicana radicada em Barcelona estava no voo. Ela viajava para Colônia para participar de uma feira de tecnologia para alimentos, junto com outros passageiros da Catalunha.

O governo do México disse que dois outros cidadãos do país estavam entre os passageiros.

A imprensa mexicana identificou as vítimas como Daniela Ayón, Dora Isela Salas e Carles Milla, embora suas identidades não tenham sido oficialmente confirmadas.

BBC BRasil

PUBLICIDADE

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).