Inicio » Minas Gerais » MG – Polícia Militar de Minas vai terceirizar frota para evitar sucateamento

MG – Polícia Militar de Minas vai terceirizar frota para evitar sucateamento

MG – Polícia Militar de Minas vai terceirizar frota para evitar sucateamento

MG - Polícia Militar de Minas vai terceirizar frota para evitar sucateamento
MG – Polícia Militar de Minas vai terceirizar frota para evitar sucateamento

O comandante geral da Polícia Militar (PM), Marco Antônio Bianchini, anunciou que a corporação voltará a terceirizar suas viaturas. O comunicado foi feito nesta quinta, durante um evento com policiais militares em Juiz de Fora, na Zona da Mata. O projeto, previsto para começar até o fim deste ano, é promessa para resolver os problemas que a PM enfrenta na conservação de seus veículos.  O contrato que garantia o serviço terminou há um ano, e, desde então, a manutenção ficou por conta dos batalhões.

A licitação para contratar a empresa que vai fornecer os veículos está sendo elaborada. A intenção é atender cidades com mais de 80 mil habitantes e alugar as viaturas por um período de três anos. Ao todo serão 2.700 veículos, mas ainda não há detalhes sobre custos e quais cidades serão contempladas. As informações são do jornal “Tribuna de Minas”, de Juiz de Fora. A reportagem questionou a assessoria de imprensa da PM na quinta-feira, mesmo dia das declarações Bianchini, sobre a manutenção das viaturas. A informação da equipe foi que não havia problemas nem novidades sobre a frota.

“A locação desses veículos é feita com a garantia de manutenção. A empresa que for contratada terá que manter a viatura em condições de rodar 24 horas. Já estamos iniciando os procedimentos para o processo licitatório, e acredito que, até o final do ano, estaremos com a frota da PM renovada”, disse Bianchini, no evento.

Procurada novamente nesta sexta, a assessoria informou que o comandante geral estava em viagem e não poderia conceder entrevista. Em nota, a corporação informou apenas que Bianchini “já havia determinado à Diretoria Logística que providenciasse um relatório técnico gerencial de viabilidade operacional e logística de renovação da frota veicular da instituição”.

A nota esclarece que, assim que o relatório for concluído, será levado ao Estado. A PM não confirmou os dados publicados na Zona da Mata. Nem informou quem fará a manutenção das atuais 11 mil viaturas.

Críticas. O presidente da Aspra-MG, sargento Marco Antônio Bahia, aprova a terceirização, mas critica o prazo para implantação do projeto e o número de viaturas.

“Isso vai dar mais fluidez à frota da polícia. Mas o processo será demorado, a necessidade de repor o quadro de viaturas tem que ser urgente”, disse, ressaltando que o problema na manutenção é generalizado e está presente inclusive nas cidades menores.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Como era antes

Terceirizado. Em janeiro de 2014, chegou ao fim o contrato que o Estado mantinha, desde 2005, com a empresa Júlio Simões, responsável pela manutenção dos veículos. O acordo ainda previa o fornecimento de mil veículos a um custo total de R$ 35,4 milhões.

Recursos.Desde então, a responsabilidade passou para os batalhões. Segundo a Aspra-MG, eles recebem um crédito para a manutenção das viaturas, entre R$ 1.000 e R$ 5.000 por mês. O valor não seria suficiente.

Conversas. A reportagem mostrou nesta sexta que a promessa de retomar a terceirização havia sido feita à Aspra no mês passado, em uma reunião. No mesmo dia, a assessoria de imprensa da PM disse desconhecer a reunião ou qualquer intenção de retomar a terceirização.

Projeto para repetir operação

A Polícia Militar realizou, entre quinta-feira e nesta sexta, sua maior ação simultânea em todo o Estado. A operação Evidência durou 24 horas e resultou em 523 pessoas presas, a recuperação de R$ 60 mil em mercadorias roubadas, além da apreensão de 148 armas de fogo e de 20 kg de drogas. Três mil viaturas e 35 mil militares participaram da ação.

Segundo o major Gilmar Luciano, chefe da sala de imprensa da corporação, a operação foi uma prova de que a polícia está em todos os municípios. Ainda segundo o militar, há uma intenção entre os comandantes de fazer outras ações semelhantes.

Luciano disse ainda que há efetivo suficiente na rua – o Estado tem hoje 45 mil militares. “É utópico achar que vai haver um policial para cada estabelecimento comercial. A segurança é pública, não privada”.

As informações são do Portal O Tempo

PUBLICIDADE

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).