Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » MG – Homem de 37 anos espanca mulher e filhas de 12 e 10 anos

MG – Homem de 37 anos espanca mulher e filhas de 12 e 10 anos

Um homem de 37 anos foi preso após agredir a mulher e espancar duas filhas de 10 e 12 anos, na madrugada desta segunda-feira (30), em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte. Apesar das filhas afirmarem que as agressões aconteceram, a dona de casa negou que o marido tivesse cometido algum crime.

MG - Homem de 37 anos espanca mulher e filhas de 12 e 10 anos
MG – Homem de 37 anos espanca mulher e filhas de 12 e 10 anos

De acordo com o soldado Janiel Morais, da 1ª Companhia Independente de Polícia Militar da cidade, a corporação foi acionada pelo 190. “Recebemos informações que o homem estava agredindo a mulher e as filhas dentro de casa. Chegamos ao endereço indicado e as meninas de 10 e 12 anos foram nos abraçar como se estivessem pedindo por socorro”, contou o militar.

Ainda segundo o policial, as garotas apresentavam lesões no rosto e braços machucados. Dentro do imóvel, localizado na rua Campo dos Pires, no bairro Vila Ouro, foram encontrados a mulher, o marido e mais duas filhas do casal, meninas de 9 e 15 anos. Ao ser questionado pela corporação, o homem negou o crime.

Armas e munições apreendidas na casa do suspeito
Armas e munições apreendidas na casa do suspeito

“Ele disse que não tinha acontecido nada disso (as agressões). A mulher também negou. No entanto, conversamos com uma das meninas reservadamente e ela afirmou que constantemente elas são agredidas pelo pai. Além disso, ela afirmou que o pai guardava armas em casa”, contou Morais.

Durantes buscas, policiais encontraram no imóvel um rifle calibre 22, uma espingarda de fabricação caseira, um revólver calibre 32 e várias munições. O homem disse que adquiriu as armas durante um “negócio”, sem entrar em detalhes.

“Talvez por medo, além de negar as agressões, a companheira do suspeito tentou assumir a posse de uma das armas. Ela se recusou a acompanhar o registro da ocorrência e, com isso, a filha de 15 anos, que também entrou como vítima, foi com a tia materna para a delegacia”, disse o soldado.

O homem foi levado para a Central de Flagrantes I (Ceflan), em Belo Horizonte.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Filho de 13 anos cansou de apanhar do pai e tentou suicídio

Durante o registro da ocorrência, militares foram informados que, além das meninas, o casal tem um garoto de 13 anos. O menino, conforme populares informaram à polícia, já teria tentado se matar por causa do pai.

“A informação que recebemos é que esse garoto tentou suicídio por duas vezes. Ele cansou de apanhar do pai e fugiu de casa. Ao saber que a polícia estava no imóvel, ele retornou”, disse o militar.

Os filhos ainda afirmaram que, por algumas vezes, o pai deu calmante para a mãe dormir e ele levar amantes para o imóvel. Eles estão traumatizados. Vamos acionar o Conselho Tutelar para que se tome alguma providência”, finalizou Morais.

As informações são do Portal O Tempo

PUBLICIDADE

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).