Inicio » Mais Seções » Ciência » Idosa fica grávida de quadrigêmeos

Idosa fica grávida de quadrigêmeos

A professora Annegret Raunigk é mãe de 13 filhos e sete vezes avó e, agora, espera mais quatro bebês

Uma alemã de 65 anos, Annegret Raunigk, mãe de 13 filhos e sete vezes avó, voltou a ficar grávida, desta vez de quadrigêmeos, informou a imprensa local.

Se a gestação transcorrer normalmente, esta professora poderá vir a ser a mãe de quadrigêmeos mais velha do mundo, segundo a rádio-televisão RTL em seu site.

Annegret Raunigk, mãe de 13 filhos e sete vezes avó, voltou a ficar grávida, desta vez de quadrigêmeos
Annegret Raunigk, mãe de 13 filhos e sete vezes avó, voltou a ficar grávida, desta vez de quadrigêmeos

A insólita história despertou o interesse nacional e ganhou a primeira página do tabloide “Bild”.

Apesar de ter uma família já numerosa, a berlinesa não hesitou em recorrer a várias inseminações artificiais no ano passado para dar a sua filha mais nova, de 9 anos, o irmãozinho que ela pediu.

A última inseminação excedeu suas expectativas e os quatro óvulos implantados foram fecundados.

“Foi um choque. Falei com meu ginecologista. Refleti e tomei a decisão que, no fundo, eu já sabia”, declarou ao “Bild”.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

Professora de inglês e russo, Raunigk, apesar de estar na idade de se aposentar, não se preocupa com a idade nem com a opinião das pessoas.

“Não tenho medo. Parto do princípio de que tenho saúde boa e estou em forma”, assegurou,.

Em 2005, a futura mamãe já havia chamado a atenção por ter dado à luz uma menina aos 55 anos.

Sua gravidez está sendo supervisionada por vários médicos e por ora avança sem complicações, segundo a imprensa alemã.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).