Inicio » Esporte » Outros Esportes » Rali Dacar 2016 – Começará no Peru e terminará na Argentina

Rali Dacar 2016 – Começará no Peru e terminará na Argentina

Rali Dacar 2016 – Começará no Peru e terminará na Argentina

Rali Dacar 2016 - Começará no Peru e terminará na Argentina
Rali Dacar 2016 – Começará no Peru e terminará na Argentina

O Rali Dacar de 2016 será o primeiro entre os realizados na América do Sul que não passará pelo Chile, já que começará em Lima, passará pela Bolívia e terminará na cidade argentina de Rosário, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira pelos organizadores.

Os desastres naturais ocorridos em território chileno nos últimos meses tiraram o país do rali para o próximo ano, embora a organização tivesse previsto antes um percurso que englobasse os quatro países sul-americanos que já o haviam recebido.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

“Em poucos meses, os organizadores retificaram o traçado para tirar o Deserto do Atacama sem perder toda a originalidade e especificidade que o Dacar deve ter”, disse à Agência Efe o diretor da prova, Etienne Lavigne.

“Assim, o rali será um tríptico de todas as dificuldades que a corrida de resistência mais importante do mundo deve ter”, acrescentou.

A disputa começará no Peru com um deserto que os competidores do Dacar já descobriram em 2012 e 2013 e em Lima, que foi ponto de chegada na primeira das edições sul-americanas.

“Será a parte de deserto, de areia, de dunas, de navegação”, explicou Lavigne, que lembrou que o Peru representa para os participantes “o que há de mais parecido com o deserto saariano”, local do qual o rali teve que fugir em 2008 devido a eventos geopolíticos.

Depois, a caravana do Dacar seguirá rumo ao planalto boliviano, segunda etapa da disputa, o que, de acordo com o diretor da prova representa uma mudança muito grande de superfície, mas principalmente uma mudança de clima, com condições muito duras.

A Bolívia, que sediou o evento nas duas últimas edições de forma parcial, primeiro apenas com motos e depois com motos e carros, o terá de forma completa pela primeira vez. O frio, a altitude e as estradas duras obrigarão os participantes a enfrentar uma das principais características do rali, a resistência.

A caravana entrará pelo lago Titicaca para traçar uma rota rumo ao sul, com destino a Salta. A cidade setentrional argentina receberá a jornada de repouso e marcará o início da parte final do rali, que ocorrerá em estradas mais quentes que as do país vizinho.

O percurso será fechado em Rosário, terra natal de Ernesto Che Guevara e Lionel Messi. Sede da largada em 2014, a cidade voltará a ser um lugar chave do Dacar.

Com a saída forçada do Chile, a Argentina passará a ser o único país fiel a todas as edições da versão sul-americana do rali, algo que foi lamentado por Lavigne. “Sentimos tanto pelo lado emotivo, já que criamos laços muito firmes com os chilenos, quanto pelo organizativo, porque aprendemos a trabalhar com eles, com quem nos sentimos muito cômodos”, disse o dirigente, que acredita na volta do território chileno à rota em 2017.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).