Inicio » Mais Seções » Saúde » Saúde – Álcool deixa homens mais sensíveis aos sorrisos, diz estudo

Saúde – Álcool deixa homens mais sensíveis aos sorrisos, diz estudo


Reviewed by:
Rating:
5
On 16 de maio de 2015
Last modified:16 de maio de 2015

Summary:

Saúde - Álcool deixa homens mais sensíveis aos sorrisos, diz estudo

Pesquisa americana revelou que, sob efeito do álcool, os homens tendem a retribuir mais sorrisos do que as mulheres.

Estudo ofereceu vodka com suco de cranberry para avaliar o efeito ao álcool
Estudo ofereceu vodka com suco de cranberry para avaliar o efeito ao álcool

O sorriso é uma ferramenta importante para a construção de relações afetivas e profissionais. “O sorriso é o nosso cartão de visitas. Ele transmite saúde, simpatia e até confiabilidade, ou seja, uma pessoa que sorri mais transmite autoconfiança, o que faz com que as pessoas se aproximem mais dela”, diz Juliana Benetti, dentista da Sorridents.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

Para que ele traga tais benefícios ao seu portador, é preciso que os dentes estejam esteticamente em ordem. “Escovar os dentes, usar fio dental diariamente, visitar o dentista regularmente e ter hábitos saudáveis são o segredo de um verdadeiro sorriso perfeito”, diz a dentista.

Um grupo de cientistas da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, resolveu avaliar o poder do sorriso sob diferentes situações. Para isso, recrutaram 720 pessoas (homens e mulheres) classificadas como bebedores sociais saudáveis e com idade entre 21 e 28 anos. Para uma parte ofereceram vodka com suco de cranberry e para a outra, bebidas sem álcool.

Depois da interação, pode-se observar que o grupo que ingeriu bebidas alcoólicas estava mais receptivo a sorrisos, e essa evidência era bem mais clara nas mesas onde só havia homens. Para os cientistas, esse resultado pode explicar porque os homens são mais propensos a beber do que as mulheres. Além disso, eles acreditam que essa receptividade aos sorrisos, conforme aumenta a ingestão de bebidas alcoólicas, pode ser encarada como um reforço positivo para que eles possam continuar bebendo, fator que pode ser relevante para se estabelecer a dependência.

Análise dos resultados

Segundo Clara Moura Farias, terapeuta especialista em aconselhamento de dependência química pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), o álcool atua no Sistema Nervoso Central de modo a relaxar os estados de alerta e de senso crítico. “Isso faz com que a maioria das pessoas fique mais maleável e assuma condutas que usualmente não assumiria; assim, o tímido fica mais corajoso, o mal humorado pode ficar mais tranqüilo. Além disso, em doses baixas o álcool causa euforia porque há alterações químicas no cérebro que justificam essa alteração”, diz Clara.

Por isso, Clara concorda que o consumo de álcool facilita a troca de sorrisos, mas alerta que essa situação requer atenção. “Se a pessoa passar a acreditar que só a bebida traz esse ambiente onde sorrisos são facilmente trocados e a sensação de bem estar é plena ela pode estar dando o primeiro passo para uma dependência alcoólica”, diz Clara.

O Boticário

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).