Inicio » Últimas » MG – Jovem reclama de barulho e é morto a golpes de peixeira

MG – Jovem reclama de barulho e é morto a golpes de peixeira


Reviewed by:
Rating:
5
On 20 de maio de 2015
Last modified:20 de maio de 2015

Summary:

MG - Jovem reclama de barulho e é morto a golpes de peixeira

Adolescente de 17 anos confessou o crime, mas se justificou afirmando que havia sido ameaçado pela vítima.

MG - Jovem reclama de barulho e é morto a golpes de peixeira
MG – Jovem reclama de barulho e é morto a golpes de peixeira

Um jovem de 26 anos morreu, na madrugada desta quarta-feira (20), após ser esfaqueada pelo vizinho, um adolescente de 17, em Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha. O crime aconteceu depois que a vítima reclamou do barulho que o menor estava fazendo junto com amigos.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, na noite dessa terça-feira (19), o garoto estava na porta da casa de Fagner Silva Barbosa, localizada na rua das Amoras, no bairro Nova Esperança, conversando alto com outras pessoas.

O morador do imóvel teria saído e pedido que eles abaixassem o tom de voz, ou saíssem da porta dele. Ao ter sido repreendido, o bandido ficou irritado e saiu dizendo que o vizinho “iria ver”. Ele foi até a sua casa, pegou uma peixeira, voltou e chamou por Barbosa.

Ao sair no portão, a vítima foi atingida duas vezes no pescoço e no ombro. O homem chegou a ser encaminhado ao Hospital São Vicente de Paulo, mas não resistiu aos ferimentos. O adolescente foi localizado e confessou o crime. No entanto, ele se justificou dizendo que havia sido ameaçado anteriormente pela vítima.

O agressor foi levado, em companhia da mãe, para a delegacia da cidade, onde presta esclarecimentos nesta manhã.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).