Inicio » Colunistas » Hesiodo José » Coluna – Fragmentos Diários; (Aumento e também invento)

Coluna – Fragmentos Diários; (Aumento e também invento)

Curtas ardidas

De acordo com a imprensa da China , o dono de uma casa de três andares com uma bandeira nacional daquele país hasteada sobre o cume não concordou com o acordo compensatório proposto pelo governo e se recusou a sair do local onde seria construída a rodovia Luoyang, na província de Henan. Diante do impasse o progresso vermelho não parou, a rodovia foi construída aos arredores da casa, o homem que de bobo só tem o nome de Mané, pretende ganhar dinheiro vendendo comida e água durante o dia, e se conseguir  importação das primas do Paraguai, vai montar uma boate de sexo rotativo, com fichas e musicas do tipo; “Pagou, comeu, saiu”. Em Montes Claros, moradores da região próximo ao Shopping Popular estão ainda mais indignadas com o Prefeito Ruy Muniz pela desapropriação dos seus terrenos sem compensar devidamente. “Ai que merda, poderia ter feito igual esse chinês, fechar o portão e mandar fazer a rua em volta, ah seu Ruy melhor você devolver o que tirou do Banco!” vociferou  o lider dos moradores.

E Ruy Muniz está pouco se lixando para o que dizem  em protestos sobre a sua megalomaníaca idéia da construção da nova sede da Prefeitura, alguns dizem que a pretensão é alguma coisa tipo a Cidade Administrativa, outros vão mais longe e desconfiam que no local surgirá algo “faraônico” feito as Piramides de Gizé. Eu e meu modesto assessor Claudio “boca de veia” suspeitamos que o Prefeito em seus planos extratobornicopidicos   fará uma estátua sua nas medidas do “Colosso de Rhodes” e no atual prédio será feito uma replica do Taj Mahal para o deleite eterno da Deputada Federal.

Caso verdade

E o filho de um empresário do Bairro Jardim São Luiz em Montes Claros norte de Minas Gerais estava com os pais e a irmã que não conseguiu pontuação suficiente  nas etapas do PAES, e nem ser  aprovada no vestibular da Faculdade particular. Todos esperando o jantar ser servido, mergulhados no celular, de repente chega uma “biba” de  cabelos de franjinha,  pintado de laranja e azul, roupas coladas e percing no nariz, chega e cochicha por instantes, depois se despede  e sai rebolando chamando atenção do restaurante inteiro. O pai machista passa uma olhadela como diz que mais tarde acertamos as contas,  a mãe cheia de frescura mostrando  ser a rainha dos bons costumes, falou quase sem abrir  a boca, “Que negócio é esse Luiz Eduardo, não sabia que você era amigo deste viadinho? Ele então com ar de provocação falou desmunhecando olhando nos olhos dela, “Então estamos cheios de segredos né mamãe, eu também não sabia que a senhora tinha um amante!” “Você está louco peste ruim, de onde você tirou essa idéia?” “É que o menino apenas conversou comigo e você disse que era meu amigo, então o garçom passar a mão na sua bunda só pode ser seu amante!”.

Na tentativa de ter um  menino, mãe dá à luz a 23ª menina
Notícias Internacionais586

Casal de Pai Pedro–norte de Minas Gerais que já tinha 22 filhas  acaba de ter mais um bebê – que também é menina. “Nada de nascer um menino na família” diz a mãe com a mais nova membra da família Silva no colo, que  nasceu na quarta-feira  em Porteirinha cidade a 22 km. Mantendo a tradição familiar, Jacinto  e Maristeca  Silva preferiram não conhecer o sexo do bebê até o momento do nascimento.“Eu pensava: ‘se for uma menina, não sei qual será minha reação’”, disse Jacinto lavrador de 50, pouco depois do parto. Mas… nada de nascer um menino na família. As meninas Silva têm idades que variam em até duas décadas: Tilinha, 22, Zefa, 19, Dalvanete, 18, Bastiana, 16, Terezinha, 13, Vicenta, 12, Carlotina, 10, Gabiene, 8, Vera Aparecida, 6, Lourde Sueli, 5, Luzinete 3, e Vilma Claudia, de 1 ano e 9 m. O sustento da família é feito com o bolsa família, bolsa escola e os trabalhos braçais do patriarca, a mão é deficiente da perna direita e enxerga apenas do olho esquerdo, mas não conseguiu se aposentar até o momento em que fechávamos a redação.

Riso da Hora

Uma loira passou a vida pensando, e resolveu tirar suas dúvidas, chegou para o marido e mostrou seu questionário elaborado com 13 dúvidas que não deixavam ela dormir:

01. Para tiro à queima-roupa é preciso que a vítima esteja vestida?
02. Tem algum direito a mulher em trabalho de parto sem carteira assinada?
03. Provocar o Judiciário é xingar o juiz?
04. Pessoas de má fé são aquelas que não acreditam em Deus?
05. Quem é canhoto pode prestar vestibular para Direito?
06. Cabe relaxamento de prisão nos casos de prisão de ventre?
07. Quantos quilos por dia emagrece um casal que optou pelo regime parcial?
08. Com a nova Lei Ambiental, afogar o ganso passou a ser crime?
09. Levar a secretária eletrônica para a cama é assédio sexual?
10. Seria patrocínio o assassinato de um patrão?
11. Dizer que gato preto dá azar é preconceito racial?
12. Se um motel funciona somente das 8 às 18 horas, podemos dizer que ali só ocorrem transações comerciais?
13. Qual é a capital do estado civil?

Fica assim, amanhã tem mais…

Por Hesiodo José

Hesiodo José
Hesiodo José

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).