Inicio » Minas Gerais » MG – Até maio, casos de dengue em Minas Gerais já igualam a todos os de 2014

MG – Até maio, casos de dengue em Minas Gerais já igualam a todos os de 2014

Em apenas cinco meses, o número de casos confirmados de dengue em Minas Gerais neste ano quase iguala o total de registros de todo o ano passado. Segundo a Secretária de Estado de Saúde (SES), até esta sexta-feira (29), são 45.406 episódios da doença, enquanto em todo o ano passado, foram 49.360 registros.
MG - Até maio, casos de dengue em Minas Gerais já igualam a todos os de 2014
MG – Até maio, casos de dengue em Minas Gerais já igualam a todos os de 2014

O número de casos confirmados de dengue deste ano pode superar o total de registros de 2014 já na próxima semana. Uma vez que cerca de 5 mil novos episódios da doença são confirmados por semana pela SES. Em 2013, o número de pessoas que contraíram a dengue foi de 368.387.

As mortes de seis pessoas por dengue em Minas Gerais também foram confirmadas nesta sexta-feira (29), totalizando 24 óbitos pela doença no Estado. A situação mais preocupante está no Triângulo Mineiro, onde estão concentrados a maior parte das mortes por dengue. São quatro óbitos em Uberaba e três em Uberlândia. A capital de Minas registrou dois falecimentos em decorrência da doença.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.
Febre chikungunya
Em 2015 foram confirmados dois casos de febre chikungunya em Minas Gerais. Outros 14 casos foram descartados e 9 estão em investigação. Um caso confirmado neste ano foi importado da Colômbia e ocorreu em mulher de 27 anos, residente em Viçosa. O outro caso confirmado foi importado provavelmente da Bahia e ocorreu em uma mulher de 41 anos, residente em Belo Horizonte.

oBoticário

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).