Inicio » Minas Gerais » Centro de Minas » MG – Santa Casa de Ouro Preto suspende serviçoes de urgência e emergência

MG – Santa Casa de Ouro Preto suspende serviçoes de urgência e emergência

A partir de hoje, quem precisar de atendimento de urgência e emergência em Ouro Preto, na região Central de Minas, será direcionado a procurar o serviço em outra unidade de saúde. Isso porque o Hospital da Santa Casa de Misericórdia, que é referência na cidade, irá ficar de portas fechadas.

Sem recursos financeiros, Santa Casa de Ouro Preto suspende urgência e emergência
Sem recursos financeiros, Santa Casa de Ouro Preto suspende urgência e emergência

O anúncio da interrupção na assistência à população foi motivado, de acordo com a administração do hospital, pela falta de recursos financeiros para manter o serviço do programa Rede Resposta, que tem como objetivo agilizar esse tipo de atendimento via Sistema Único de Saúde (SUS).

Há um impasse no custeio mensal do Pronto-Atendimento da Santa Casa, que deve ser feito, conforme o programa, pelo município, além de financiamento dos governos federal e estadual. Segundo a instituição, o custo ultrapassa o valor total dos repasses do programa, que é de R$195 mil.

Pedido de socorro

Desde o início do mês de maio, a administração da filantropia encaminhou um ofício à Secretaria Municipal de Saúde, relatando a situação de dívida da instituição. Na época, o hospital informou uma despesa de custo operacional de R$187 mil.

“Os problemas começaram quando o pagamentos dos médicos e o pagamento de alguns serviços ficaram atrasados”, disse uma funcionária da unidade de saúde que pediu anonimato.

Enquanto não há definição a respeito de quem irá pagar a conta, a população de Ouro Preto começa a sofrer com a interrupção do serviço. Neste fim de semana, a unidade ficou com apenas um clínico geral.

“No sábado não havia nenhum médico na Santa Casa. Tivemos que encaminhar todos os pacientes para a UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) da cidade, que já estava lotada”, informou uma enfermeira da Santa Casa, que pediu para não ser identificada.

A Santa Casa garantiu que o atendimento aos pacientes internados segue normalmente.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Hospitais filantrópicos pedem aumento de repasses da União

A esperança dos hospitais filantrópicos e de prefeitos está na liberação de recurso pelo governo Federal. Na semana passada, conforme noticiado pelo Hoje em Dia, prefeitos encaminharam à Assembleia Legislativa de Minas Gerais, um pedido de intervenção para solucionar a dificuldade de recursos devido à defasagem dos valores pagos pelos procedimentos realizados via SUS.

Para resolver a situação, a Comissão de Saúde da Assembleia entrou com um pedido para que o Ministério Público Federal acione o governo federal a fim de aumentar a quantia repassada aos municípios.

Segundo dados divulgados pela comissão, a dívida dos hospitais filantrópicos no Estado gira em torno de R$ 2 bilhões. Em todo o país, o montante ultrapassa os R$ 17 bilhões. Por lei, as prefeituras devem aplicar, no mínimo, 15% do orçamento em saúde.

Os prefeitos também cobram do governo estadual a viabilidade de empréstimos a juros baixos para as instituições de saúde endividadas.
Outra proposta defendida pelos municípios é a possibilidade de o Estado abrir mão da cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos equipamentos médicos importados.

Do Portal HD

PUBLICIDADE

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).