Inicio » Montes Claros » Montes Claros – Prefeito de Montes Claros reivindica do governador obras para a cidade

Montes Claros – Prefeito de Montes Claros reivindica do governador obras para a cidade

Duplicação da BR-251 até a cidade de Salinas, ampliação do Distrito Industrial e construção do Anel Rodoviário Norte, ambos em Montes Claros. Estas três importantes obras fazem parte do documento entregue na manhã desta quinta-feira (11) pelo prefeito Ruy Muniz ao governador Fernando Pimentel, que presidiu na cidade a solenidade de instalação do primeiro grupo de trabalho dos Fóruns Regionais de Governo (Território Norte), que discute ações de governo voltadas para as necessidades da região. O objetivo do evento é ouvir e definir formas de atuação do governo nos 17 Territórios de Desenvolvimento – áreas criadas pela atual gestão a partir de critérios socioeconômicos e geográficos.

Montes Claros - Prefeito de Montes Claros reivindica do governador obras para a cidade
Montes Claros – Prefeito de Montes Claros reivindica do governador obras para a cidade

De acordo com informações do chefe do Executivo montesclarense, apesar do Norte de Minas estar carente de ações concretas governamentais, as obras inseridas no documento entregue à Pimentel se fazem necessárias e são antigas reivindicações da população, uma vez que além de proporcionar a geração de emprego e renda, com a ampliação de espaço imóvel para a atração de novas empresas (Distrito Industrial), também garantirão segurança no tráfego de veículos, com a diminuição do número de acidentes, principalmente com vítimas fatais (BR-251), além da redução do tráfego de caminhões e carretas pela área urbana da cidade (Anel Rodoviário Norte).

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

O Território Norte é composto por 86 municípios, distribuídos por nove microterritórios. No caso do Norte de Minas, o principal objetivo é reduzir as desigualdades já que, ao mesmo tempo que há municípios com alto índice de desenvolvimento humano, como Montes Claros, há cidades com índice baixo. Tudo isso gera problemas na saúde, educação, segurança, entre outras áreas, gerando a necessidade de o governo do Estado desenvolver ações específicas para superar os problemas.

A partir de agora, a população de cada território será convidada a participar, periodicamente, de reuniões, debates, assembleias, grupos de trabalho, câmaras temáticas, dentre outros instrumentos, que deverão garantir espaços democráticos, cujo principal objetivo será subsidiar o planejamento e as ações de governo para a promoção do desenvolvimento econômico e social.

Este ano, os fóruns terão como objetivo o levantamento de prioridades de cada território, para que os dados possam orientar a elaboração do Plano Plurianual de Ações Governamentais (PPAG), do Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI) e da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). A partir de 2016, se tornarão um canal de diálogo com a sociedade civil.  As Secretarias de Estado de Governo (Segov), Planejamento e Gestão (Seplag) e Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania (Sedpac) coordenam o projeto. Participarão desses fóruns prefeitos, vereadores, representantes da sociedade civil organizada e não organizada, e os órgãos do governo federal com expressão na região.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Mortes por afogamento crescem 14% em Minas Gerais

MG – Mortes por afogamento crescem 14% em Minas Gerais

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.MG – Mortes …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).