Inicio » Internacional » Ásia » Ásia – Índia celebra Dia Internacional da Ioga como “nova era de paz”

Ásia – Índia celebra Dia Internacional da Ioga como “nova era de paz”

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, celebrou neste domingo (21) o primeiro Dia Internacional da Ioga como “uma nova era de paz”, antes de surpreender milhares de pessoas em Nova Délhi ao praticar a antiga disciplina indiana.

Primeiro-ministro surpreendeu milhares de pessoas ao praticar Ioga em Nova Délhi
Primeiro-ministro surpreendeu milhares de pessoas ao praticar Ioga em Nova Délhi

.

No início da manhã 35.000 pessoas, incluindo trabalhadores, estudantes e soldados, realizaram várias posturas em uma sessão de ioga de 35 minutos ao ar livre em uma avenida central de Nova Délhi.

Os organizadores esperam bater o recorde Guinness de aula de ioga com mais participantes em apenas um lugar.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

De acordo com o Guinness, o recorde atual é de 29.973 estudantes em 2005 na cidade indiana de Gwalior.

“A ioga é muito mais que a condição física. Não estamos celebrando apenas um dia, também estamos treinando a mente humana para iniciar uma nova era de paz”, disse Modi aos participantes reunidos na avenida Rajpath, onde agradeceu a ONU pela adoção da ideia do Dia Mundial.

“Isto é um programa para o bem-estar humano, um mundo livre de tensão e um programa para difundir uma mensagem de boa vontade”, disse o chefe de Governo indiano.

Após o discurso, Modi surpreendeu a todos. Ele desceu do palanque, tirou os óculos e, diante da multidão, realizou os exercícios de estiramento, respiração e meditação.

O primeiro-ministro, que afirma considerar a ioga a “âncora” de sua vida, que o ajuda a trabalhar por muitas horas praticamente sem dormir, deveria, em tese, apenas discursar no evento.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

As imagens aéreas mostraram a avenida Rajpath, que liga o palácio presidencial com o famoso monumento da Porta da Índia, como um mar de gente, com milhares de pessoas em perfeita sintonia com as posturas anunciadas.

Os habitantes de 650 distritos do país também se uniram às celebrações, que também devem ser organizadas em mais de 100 países.

A ONU aceitou uma sugestão de Modi e proclamou o 21 de junho como o Dia Mundial da Ioga.

Segundo especialistas, a disciplina surgiu há 5.000 anos.

O chefe de Governo indiano, um vegetariano e que pratica a ioga diariamente, transformou o Dia Internacional em um elemento importante do programa político de seu governo nacionalista hindu.

Ele criou um ministério da Ioga, do Ayurveda e de outras práticas tradicionais indianas, assim como cursos gratuitos de ioga para três milhões de funcionários públicos e suas famílias.

O objetivo é reforçar o lugar da ioga como elemento central da cultura indiana, um aspecto que se perdeu nos países ocidentais, onde é considerada uma prática esportiva.

“A ioga é a ferramenta de ‘soft power’ da Índia”, disse, a ministra ministra das Relações Exteriores, Sushma Swaraj.

Mas os preparativos deste dia também receberam críticas das minorias religiosas, que acusam o governo de impor um programa pró-hindu em um país secularizado.

Grupos muçulmanos criticaram, por exemplo, que o canto ‘Om’ pronunciado durante a prática da ioga e algumas posturas têm conotações hinduístas e são contrárias ao islã.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Saiba como usar o cartão de crédito ZenCard

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.Saiba como usar …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).