Inicio » Minas Gerais » Belo Horizonte » Montes Claros – Encontro discute melhor qualidade de vida à pessoa com doença falciforme

Montes Claros – Encontro discute melhor qualidade de vida à pessoa com doença falciforme

Melhorar o funcionamento das redes de assistência pode garantir melhor condição de vida para pessoas com doença falciforme.

Da esquerda para Direita – Wanda Nunes Rocha, Assistente Social da Hemominas. Maria Cândida Queiroz, coord. do Programa de Atenção às Pessoas com Doenças Falciforme – Salvador, BAHIA. Ivan Magalhães Xavier, gerente do programa de Atenção Social da Prefeitura - regional PAMPULHA.  Maria Zenó Soares,presidente da DREMINAS
Da esquerda para Direita – Wanda Nunes Rocha, Assistente Social da Hemominas. Maria Cândida Queiroz, coord. do Programa de Atenção às Pessoas com Doenças Falciforme – Salvador, BAHIA. Ivan Magalhães Xavier, gerente do programa de Atenção Social da Prefeitura – regional PAMPULHA. Maria Zenó Soares,presidente da DREMINAS

.

“O Nível de interação entre a equipe multidisciplinar no ambulatório do Hemocentro de Belo Horizonte é muito bom. A atuação das assistentes sociais deve permear outros saberes para responder à problemática da pessoa com doença falciforme”, afirma Wanda Nunes, assistente social da Fundação Hemominas no I Encontro Mineiro de Assistentes Sociais, encerrado no sábado, 20 de junho de 2015, com foco na Doença Falciforme. Wanda relata que, nos ambulatórios da Hemominas, a equipe básica de atendimento aos pacientes inclui os profissionais médico, enfermeiro e assistente social, devido ao comprometimento social dessas pessoas. Para Nunes, um dos grandes problemas encontrados é a não adesão ao tratamento. Ela diz que a doença falciforme é uma doença incapacitante, incurável, com alto grau de sofrimento, mas tratável. Segundo Nunes, adolescentes e jovens ficam bastante vulneráveis em sua autoestima, sem confiança pessoal, e ainda enfrentam a rejeição do mercado de trabalho, pois as crises e internações não são compreendidas… “Nossa preocupação no dia-a-dia é garantir o entorno da pessoa com doença falciforme para que tenha melhor qualidade de vida”, conclui a assistente social.

Da esquerda para direita – Maria Cândida Queiroz, coord. do Programa de atenção às Pessoas com Doenças Falciforme - Salvador, BAHIA.  Ivan Magalhaes Xavier, gerente do Programa de Atenção Social da Prefeitura - regional PAMPULHA. Maria Zenó Soares, presidente da DREMINAS.
Da esquerda para direita – Maria Cândida Queiroz, coord. do Programa de atenção às Pessoas com Doenças Falciforme – Salvador, BAHIA. Ivan Magalhaes Xavier, gerente do Programa de Atenção Social da Prefeitura – regional PAMPULHA. Maria Zenó Soares, presidente da DREMINAS.

.

Maria Zenó, presidente da Dreminas – Associação de Pessoas com Doença Falciforme e Talassemia, compara a rede de assistência social à rede de pesca: “quando rompe um nó, os peixes se perdem. Para a rede funcionar, tem que ter todos os nós. Essa articulação entre as políticas de saúde e social é muito importante para a pessoa com doença falciforme. E o controle social tem seu papel para propor e cobrar”, afirma. Maria Zenó fez relatos de quando a rede funciona e quando não funciona e é categórica: “com a doença falciforme, quando a rede não funciona, morremos”. Ela apresentou um vídeo em homenagem a várias pessoas que se foram em função das crises relativas à doença falciforme que não puderam ter o pronto atendimento necessário. “São pessoas que precisam do benefício de prestação continuada, 95% são negros, 98% das pessoas com doença falciforme precisam do bolsa família, para quem não tem nada, o salário mínimo é muita coisa… daí a importância da articulação com a assistência social.  Somente em 2014 tivemos 164 óbitos de pacientes em todo o país. O usuário precisa saber que tem direitos, mas o usuário empoderado é usuário chato, conhece e cobra do gestor”, conclui.

Grupo YAIA - arte e cultura de Contagem
Grupo YAIA – arte e cultura de Contagem

No encerramento, crianças, jovens e adultos com doença falciforme fizeram uma apresentação cultural que mobilizou todo público e que traz em si a marca da superação.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).