Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Barragem do Bico da Pedra esta a pouco mais de um metro para atingir o volume morto

Norte de Minas – Barragem do Bico da Pedra esta a pouco mais de um metro para atingir o volume morto

Norte de Minas - Barragem do Bico da Pedra esta a pouco mais de um metro para atingir o volume morto
Norte de Minas – Barragem do Bico da Pedra esta a pouco mais de um metro para atingir o volume morto.

 

A queda na temperatura que vem diminuindo gradativamente há alguns dias também contribuiu para a diminuição da evaporação da Barragem Bico da Pedra, mas, mesmo assim não diminui o risco de desabastecimento em Janaúba e Nova Porteirinha.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Segundo dados colhidos através do Distrito de Irrigação do Gorutuba, nesta segunda feira 22 de Junho o nível de água do reservatório esta com 540,35 metros de sua capacidade. Nesta mesma data no ano de 2014 o nível se encontrava em 544,60 metros de sua capacidade, portanto 4,25 metros a mais que a atual situação encontrada hoje.

Esse nível encontrado nessa data é apenas 115 centímetros acima do volume morto. Para quem não sabe Volume morto é a reserva de água profunda das represas. Armazenado abaixo do ponto de captação, o volume morto não pode ser retirado só por gravidade. Ele precisa ser puxado por bombas. Olhando por esse lado parece ser tranquila a situação, pois ainda teria muita água para o consumo na agricultura e também para o abastecimento humano nas duas cidades.

O que não deve ficar de fora da análise dos cidadãos é o fato de que a capacidade de armazenamento da barragem hoje é bem inferior a 36 anos quando ela foi construída. As ações do tempo e as intervenções desordenadas de proprietários de terras no entorno do lago, com construções e desmatamento, possibilitou grande assoreamento do seu reservatório diminuindo drasticamente a sua capacidade de armazenamento.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

No ano de 2005 a última vez que foi feito um levantamento batimétrico, espécie de levantamento da profundidade, no lago do Bico da Pedra, ficou constatado que havia diminuído sua capacidade 23% no total. De lá para cá o número de áreas desmatadas no entorno do lago aumento significativamente o que provavelmente tenha acelerado esse assoreamento devido a grande quantidade de areia e matérias orgânicas que são levados para o lago através da erosão das chuvas.

O que chama atenção é que, mesmo com o baixo nível da barragem e a grande escassez de chuvas, a maioria das pessoas não mudaram seus hábitos de consumo. Ainda é possível ver pessoas lavando veículos nas ruas e donas de casas jogando água para lavarem seus passeios. Em um momento como esse é necessário as ações do poder público,mas, principalmente é preciso uma conscientização da população que parece só se concientizar quando sofre no bolso o impacto da conta de consumo. Mais importante que o peso no bolso é o peso na consciência para cuidar dos nossos recursos naturais que estão cada dia mais escassos.

Por Ivo Júnior

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Montes Claros – Confira os destaques policiais das últimas 24h

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 7 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).