Inicio » Cultura NM » Norte de Minas – A abertura do II Festival de Inverno foi um espetáculo digno de Grão Mogol

Norte de Minas – A abertura do II Festival de Inverno foi um espetáculo digno de Grão Mogol

A abertura do II Festival de Inverno foi um espetáculo digno de Grão Mogol, digno do Circuito Lago de Irapé e digno da Unimontes, que organizou o evento em parceria com a Prefeitura Municipal. A Matriz de Santo Antônio, onde a solenidade foi realizada, estava linda como sempre, iluminada pela luz elétrica e pelo calor humano, vibrando sob o ritmo dos instrumentos da Banda do 10º Batalhão da Polícia Militar, de Montes Claros.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Depois que o padre Proedel Palma, substituto do padre Aílton, ausente porque acamado, transmitiu três mensagens que trouxe exclusivamente para a ocasião, deu-se início a solenidade propriamente dita. Mas, antes é preciso destacar as três mensagens trazidas na alma pelo padre Proedel.

Primeiro ele citou Platão e o gosto e a sensibilidade do filósofo pela música que tem o poder de influir na formação do caráter do homem. Em seguida, ele invocou Santo Agostinho com a sua sabedoria e sensibilidade, e por último, o Mestre Maior, Jesus Cristo, que, numa das poucas vezes que teceu críticas ao povo falou sobre a apatia, a insensibilidades e o desinteresse popular na época, utilizando-se simbolicamente a música. Se se toca uma música alegria ninguém dança, se fúnebre, ninguém chora. Carapuça que bem assenta aos humanos secularmente.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

A professora Marina Ribeiro Queiroz se desculpou por estar afônica, mas falou com todas as cordas vocais fazendo um belo relatório do que foi a organização do evento, o que chamou de “dever de casa”. Agora, ela e os integrantes da equipe, que chamou para junto dele no momento – secretário de Cultura de Grão Mogol, Rogério Figueiredo; professor Gilson Fróes; e Diná Costa, coordenadora do Circuito Lago de Irapé – espera o que todo aluno na escola aguarda com ansiedade, “a nota” de quem participará do festival.

Maria Queiroz estimulou a Unimontes e a Prefeitura de Grão Mogol a internacionalizarem o Festival de Inverno e tudo fazer para que o evento se perpetue de modo a oferecer cada vez mais cultura, levando aos que dele participarem com o objetivo de despertar os talentos, caso particular do Festival da Canção, desta vez em âmbito nacional.

O reitor João dos Reis Canela exaltou a parceria com a Prefeitura de Grão Mogol, de modo particular se dirigiu ao prefeito Jéferson Figueiredo, com quem teve entendimento desde os primeiros contatos para iniciar a parceria. Tratou a terça-feira, 14 de julho, como “dia de glória”, destacando o papel importante da Unimontes perante a sociedade, com mais de 50 mil pessoas graduadas, “pessoas que têm conseguido influir nas mudanças da sociedade”.

Em seguida, o reitor corroborou a informação que dera a mim, exclusivamente, há questão de 15 dias, sobre a retomada das obras da Escola Técnica. Não marcou data, mas assegurou a retomada das obras, escola essa que certamente será causa da redenção de Grão Mogol e região. Ele agradeceu, um por um, a todos os que de alguma forma contribuiu para o sucesso deste evento.

O prefeito Jéferson Figueiredo lembrou a “integração dos municípios do circuito” que, embora próximos, muitas das vezes estão longe. Ele fez uma saudação especial à professora Marina Queiroz, destacando a garra dela e a sua paixão pelo festival. Sugeriu que ela e Rogério Figueiredo, que também elogiou continuem se empenhando sempre para a realização dos festivais.

O prefeito também agradeceu a todos que contribuíram para o sucesso desta edição e afirmou que a “cultura é essencial para a população”. Ao olhar o número de pessoas que ali estavam disse que “se aqui estivesse sendo realizado um show sertanejo, a praça estaria lotada”. Mas ainda assim a praça tinha bom público que vibrou com a apresentação da Banda de Música. Jéferson fez referência às dificuldades do momento, de âmbito nacional, mas ele acredita na superação dos problemas, constatando que Grão Mogol se transformou em comparação com outros tempos.

Encerrada a solenidade, a Banda de Música da PM levou os presentes à Praça Coronel Janjão. Lá está instalado o palco alternativo, onde Bob Silva fez apresentação para o bom público presente. Para amanhã, o “Abraço à Serra do Espinhaço” será uma das atrações do dia.

Por Alberto Sena

Galeria de imagens:

SDC10159 .(JMOC)

SDC10168 .(JMOC)

SDC10172 .(JMOC)

SDC10185 .(JMOC)

SDC10199 .(JMOC)

SDC10211 .(JMOC)

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).