Inicio » Colunistas » José de Paiva Netto » Coluna – Os limites vibracionais do Universo

Coluna – Os limites vibracionais do Universo

(…) Quando começamos a analisar e estudar as possíveis dimensões em que os Espíritos vivem, alguns menoscabam. Na verdade, temem avançar nessa direção… É como na fábula de Esopo: Vulpes et uva (A raposa e as uvas). Na famosa história, uma raposa, não podendo alcançar as almejadas uvas, que se encontravam num galho alto, acusa-as de estarem verdes, embora estivessem maduras.

Depois de muito meditar sobre essa questão das dimensões materiais do Universo (até hoje os astrônomos debatem e se batem e não chegam a uma conclusão decisiva), certa feita, observamos: Meu Deus, cogita-se de grandeza, dimensão, distâncias físicas… Contudo, os limites do Universo podem muito bem ser vibracionais… O ser humano falece, o corpo fica… O Espírito, Alma (ou o que o queiram chamar), que não pode ser confundido com a mente, migra para “outro” Universo que não se vê… É um desafio lançado à mesa da discussão. Em condições específicas, a Religião intuitivamente antecipa aquilo que mais tarde a Ciência comprovará em laboratório. A Intuição, como já afirmamos, é sempre mais rápida.

José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.

José de Paiva Netto
José de Paiva Netto

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Cultura Moc - Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Cultura Moc – Festa Nacional do Pequi começa na próxima semana

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Cultura Moc – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).