Inicio » Política » Ex-vereador do PT é preso em mais uma etapa da Lava Jato

Ex-vereador do PT é preso em mais uma etapa da Lava Jato

A Polícia Federal cumpre nesta quinta-feira (13) um mandado de prisão e 10 de busca e apreensão em São Paulo, Brasília, Porto Alegre e Curitiba em mais uma etapa da Operação Lava Jato.

Batizada de Pixuleco 2, esta fase da Lava Jato mira um operador responsável por arrecadar ilicitamente R$ 50 milhões em contratos relacionados ao Ministério do Planejamento
Batizada de Pixuleco 2, esta fase da Lava Jato mira um operador responsável por arrecadar ilicitamente R$ 50 milhões em contratos relacionados ao Ministério do Planejamento

.

Batizada de Pixuleco 2, de acordo com a PF, essa fase mira um operador responsável por arrecadar ilicitamente R$ 50 milhões em contratos relacionados ao Ministério do Planejamento.

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.
O alvo do mandado de prisão é o advogado e ex-vereador do PT em Americana (SP) Alexandre Romano. Ele já foi detido e deve ser levado à Superintendência da PF em Curitiba. Um dos mandados de busca e apreensão atinge a empresa JD2 Consultoria, no Setor Hoteleiro, em Brasília.
PIXULECO – Na última fase da operação, chamada de Pixuleco -a forma como, segundo a PF, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto referia-se a propina- foi preso o ex-ministro José Dirceu. Para os investigadores, Dirceu é um dos responsáveis por criar o esquema de corrupção na Petrobras quando era ministro da Casa Civil, no primeiro governo Lula, e teve papel de comando nesse esquema.
.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.
Na mesma operação foram detidos Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão de José Dirceu e sócio dele na JD Consultoria, Roberto Marques, ex-assessor do petista, o lobista Fernando Moura, o irmão dele, Olavo de Moura, o empresário Pablo Kipersmit e o engenheiro da Petrobras Celso Araripe, que atuou como gerente de empreendimento da sede da estatal em Vitória, no Espírito Santo.
Silva, Marques e Kipersmit foram soltos nesta quarta (12).
Os dois primeiros são investigados sob suspeita de terem feito transações com fornecedores da Petrobras em benefício do ex-ministro da Casa Civil.
Kipersmit, por sua vez, é apontado como responsável por um contrato de fachada para repasse de dinheiro ao PT e a seu ex-tesoureiro João Vaccari Neto, por meio do operador Milton Pascowitch (atualmente, delator da Lava Jato).
Todos negam irregularidades.
Marques e Olavo de Moura também já foram soltos.
.
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Super Gata – Monique Helena (especial de Natal)

Super Gata – Monique Helena (especial de Natal)

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 10 de dezembro de 2016.Super Gata – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).