Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – SRS de Montes Claros realiza nesta sexta-feira, Oficina de Diagnóstico Situacional em Bocaiúva

Norte de Minas – SRS de Montes Claros realiza nesta sexta-feira, Oficina de Diagnóstico Situacional em Bocaiúva

A Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros (SRS) realiza nesta sexta-feira, 14, no município de Bocaiúva, Norte de Minas, a 1ª Oficina de Diagnóstico Situacional Participativo da Microrregião de Saúde de Montes Claros/Bocaiúva. Representantes de 11 municípios vão participar do evento que se constituirá na quinta oficina já realizada neste ano, com o objetivo de possibilitar que representantes das secretarias municipais de saúde identifiquem os problemas que precisam sere superados visando melhorar o acesso da população aos serviços de assistência à saúde.

Norte de Minas - SRS de Montes Claros realiza nesta sexta-feira, Oficina de Diagnóstico Situacional em Bocaiúva
Norte de Minas – SRS de Montes Claros realiza nesta sexta-feira, Oficina de Diagnóstico Situacional em Bocaiúva

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

A oficina da microrregião de Montes Claros/Bocaíuva será realizada a partir das 8 horas no auditório da escola Siec – Sistema Educacional, sediada na Rua Desembargador Veloso, 977 – Centro. Anteriormente foram realizadas oficinas nas microrregiões de Janaúba/Monte Azul, Coração de Jesus, Francisco Sá, Salinas/Taiobeiras.

Em data ainda a ser definida, neste ano a SRS pretende realizar, em Montes Claros, encontro com representantes de todas as microrregiões de saúde do Norte de Minas com o objetivo de apresentar diagnóstico completo da região e propostas de encaminhamento de soluções para os problemas apresentados pelos 53 municípios que compõem a área de atuação da SRS.

SALINAS

Nesta semana, em Salinas, a SRS realizou a 1ª Oficina de Diagnóstico Situacional da microrregião de Salinas/Taiobeiras. Mais de 50 representantes de 16 municípios da microrregião participaram do encontro.

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Na abertura da Oficina a superintendente regional de Saúde de Montes Claros, Patrícia Aparecida Afonso Guimarães Mendes destacou a importância da união de esforços entre o Governo do Estado, prefeituras e demais segmentos organizados da sociedade no sentido de buscar soluções para os problemas enfrentados pelo Norte de Minas.

“Sabemos que não é fácil a busca de soluções mas é preciso que estejamos abertos ao diálogo para colocarmos em prática uma gestão transparente, aberta e compartilhada. Acreditamos que, apesar de todas as dificuldades encontradas atualmente o Norte de Minas sairá fortalecido e com novas perspectivas para a melhoria dos serviços prestados à sociedade”, frisou Patrícia Guimarães.

LIDERANÇAS

O prefeito de Taiobeiras, Danilo Mendes Rodrigues destacou a importância da iniciativa da Superintendência Regional de Saúde no sentido de buscar o fortalecimento da gestão dos serviços de saúde junto aos municípios.

“É preciso fortalecermos o diálogo entre as prefeituras e os governos Estadual e Federal para que os municípios tenham condições de garantir a manutenção das conquistas já obtidas na prestação de serviços à população. Atualmente enfrentamos várias dificuldades para o custeio dos serviços de saúde e a iniciativa da SRS de adotar uma gestão aberta e transparente é fundamental para encontrarmos soluções para as diversas situações que enfrentamos”, ressaltou o prefeito.

O secretário municipal de Saúde de Rubelita e vice-presidente do Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde do Norte de Minas – Cosems, Edivaldo Farias da Silva Filho reforçou a importância da Superintendência Regional de Saúde de procurar construir um relacionamento aberto e transparente com cada uma das microrregiões de saúde da região.

“Precisamos juntar as forças para mantermos os serviços de saúde prestados à população uma vez que os custos subiram nos últimos anos e, por outro lado, as tabelas do Sistema Único de Saúde (SUS) mantidas pelo Governo Federal são as mesmas de 2009”, lembrou Edivaldo.

Seguindo a mesma linha de raciocínio do vice-presidente do Cosems Norte, o secretário de Saúde do município de Salinas, Clemente Sarmento Petrônio disse que há necessidade de, por meio de uma gestão compartilhada entre a sociedade civil organizada, prefeituras e os governos Estadual e Federal, ser construída uma nova forma de gestão dos hospitais que prestam serviços unicamente pelo SUS, como é o caso do Hospital de Salinas. O secretário revelou que atualmente o hospital possui R$ 2 milhões em dívidas e, em virtude desse problema o atendimento das demandas da população está comprometido.

“Temos a certeza de que por meio da abertura do diálogo proporcionado pela superintendente, Patrícia Guimarães, a nova gestão da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros obterá resultados significativos. Os desafios são muitos, mas não falta competência para que a SRS junto com os municípios superem as dificuldades existentes”, concluiu o secretário.

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).