Inicio » Internacional » Ásia » Ásia – Encontrados os 54 corpos do avião que caiu na Indonésia

Ásia – Encontrados os 54 corpos do avião que caiu na Indonésia

Este acidente é a terceira catástrofe aérea em menos de um ano na Indonésia, país que tem um histórico muito ruim em termos de segurança aeronáutica
Este acidente é a terceira catástrofe aérea em menos de um ano na Indonésia, país que tem um histórico muito ruim em termos de segurança aeronáutica

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

As equipes de socorro da Indonésia chegaram nesta terça-feira (18) à zona montanhosa isolada no leste do arquipélago onde caiu um avião com 54 pessoas a bordo e encontraram todos os corpos das vítimas entre os destroços da aeronave, que ficou completamente destruída.

“Não há sobreviventes. Os 54 corpos foram encontrados”, anunciou o porta-voz do ministério dos Transportes, J.A. Barata.
“Não podemos retirá-los por causa do mau tempo”, completou.
O avião transportava 49 passageiros, incluindo cinco crianças, e a tripulação de cinco pessoas, ao que parece todos indonésios.
Este acidente é a terceira catástrofe aérea em menos de um ano na Indonésia, país que tem um histórico muito ruim em termos de segurança aeronáutica.
O avião da companhia indonésia Trigana Air, que voava entre duas cidades da província oriental de Papua está “completamente destruído”, declarou à AFP o diretor da Agência Nacional de Buscas e Resgates, Bambang Soelistyo, depois que as equipes de emergência chegaram ao local do acidente às 9H30 (21H30 de segunda-feira em Brasília).
“O avião caiu e está completamente destruído. Restaram apenas fragmentos e parte do aparelho está calcinada”, disse o diretor.
O avião caiu nas montanhas Bintang, em uma floresta isolada e sem vias de acesso terrestre.
O avião, um ATR 42 (biturbopropulsor), perdeu o contato com a torre de controle no domingo pouco antes das 15H00 locais (3H00 de Brasília), depois de decolar da capital da província de Papua, Jayapura, com destino a Oksibil, uma viagem de menos de 300 km.
O voo deveria durar 45 minutos. Dez minutos antes do horário do pouso, o piloto entrou em contato com a torre de controle e pediu autorização para a aterrissagem, mas nunca chegou a seu destino, revelou o capitão Beni Sumaryanto, diretor de operações da Trigana Air.
Nenhuma informação foi divulgada até o momento sobre o dinheiro que era transportado no avião – o equivalente a 420.000 euros – por funcionários dos Correios para ser distribuído entre as famílias pobres da província.
COMPANHIA PROIBIDA NA UE – As equipes de emergência chegaram ao local do acidente depois que atravessaram uma floresta densa. Mais de 250 soldados, policiais e outros agentes, com o apoio de 11 aviões, interromperam as operações na segunda-feira em consequência da pouca visibilidade.
Parentes das vítimas protestaram na segunda-feira contra a falta de informações no centro de crise instalado pela Trigana Air no aeroporto de Jayapura.
A Indonésia apresenta um histórico muito ruim de segurança aérea. Em dezembro do ano passado, um avião da AirAsia, que seguia da cidade indonésia de Surabaya para Cingapura, caiu no mar de Java e matou as 162 pessoas a bordo.
No final de junho, um avião da Força Aérea indonésia que transportava parentes de militares e civis caiu na cidade de Medan (oeste) e provocou 142 mortes, incluindo 20 habitantes da localidade.
A Trigana Air é uma pequena companhia aérea fundada em 1991 que oferece voos internos para quase 40 destinos na Indonésia.
A empresa está na lista de companhias proibidas de voar na União Europeia.
A Trigana registrou 14 incidentes desde sua criação, segundo a rede de segurança aérea.
A companhia utiliza pequenas aeronaves na remota e montanhosa Papua. As más condições climáticas provocaram vários acidentes nos últimos anos.
.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).