Inicio » Colunistas » Júlio Cesar Cardoso » Coluna de Júlio Cesar Cardoso – Os três patetas

Coluna de Júlio Cesar Cardoso – Os três patetas

Edinho Silva (Comunicação Social), José Guimarães (PT-CE) e José Pimentel (PT-CE) foram escalados pela gerentona e incompetente Dilma Rousseff para defender o governo depois das manifestações.

Três bonifrates aparvalhados diante do país esforçaram-se para defender o indefensável: a corrupção do governo (petrolão) e a sua incompetência, a corrupção de políticos do PT, o malogro da política econômica, as pedaladas fiscais, a volta da inflação, a alta do custo de vida, o desemprego, a elevação da taxa de dos juros, o aumento do déficit público, das tarifas públicas, energia, combustível etc. É uma tarefa árdua aos áulicos do governo responder às críticas de que o PT travou o crescimento do Brasil.

Nem era necessária a manifestação de domingo, pois o descontentamento da nação, inclusive daqueles que votaram em Dilma, já estava estampado no alto índice de impopularidade da presidente, 71%, rejeição superior à registrada às vésperas da cassação de Collor. Num regime parlamentarista, Dilma já estaria substituída.

Mas a manifestação de domingo, que corresponde ao terceiro protesto massivo e que só foi inferior ao de 15 de março, foi uma demonstração positiva de que a sociedade pode mudar os rumos do país. E enganam-se aqueles que pretendem perpetua-se no poder e trocar o verde amarelo de nossa bandeira. Se for avaliado o montante de cidades brasileiras onde houve manifestação, o total de participantes, com certeza, ultrapassa a um milhão de manifestantes, que desejam o impeachment da presidente, a moralização do país, a limpeza dos políticos corruptos, que são a maioria no Brasil, a prisão de Lula por seu enriquecimento ilícito e agora sabido com dinheiro de empreiteiros indiciados na Operação Lava-Jato. E aos gritos de “Fora Dilma e Fora o PT”, os mais radicais exigem a extinção do Partido dos Trabalhadores, um verdadeiro covil de corruptos.

Não adianta Dilma se aproximar do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para aprovar medidas austeras contra o bolso do povo brasileiro, o qual não deu causa à política desastrada e incompetente de Dilma, que só se preocupou com bondades sociais eleitoreiras visando à sua reeleição, não investiu na produção de riquezas, mandou a classe pobre gastar e agora ela está toda endividada, não melhorou o quadro degradante do sistema público de saúde, cortou verbas da educação, esqueceu a segurança pública brasileira, enfim, mostrou por que a sua lojinha de artigos R$ 1,99 fechou em Porto Alegre.

Conforme a tônica das manifestações: a bandeira brasileira sempre será verde e amarela e jamais vermelha comunista como desejam os petistas; lugar de políticos e presidentes corruptos é na cadeia; o impeachment não é golpe, mas instrumento democrático e constitucional.

Júlio César Cardoso

Bacharel em Direito e servidor federal aposentado

Balneário Camboriú-SC

Júlio César Cardoso
Júlio César Cardoso

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

O responsável pela cirurgia o neurocirurgião César Felipe Gusmão Santiago

Montes Claros – Santa Casa de Montes Claros realiza cirurgia inédita para retirada de tumor cerebral

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 9 de dezembro de 2016.Montes Claros – …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).