Inicio » Política » Polícia apura suposta invasão a gabinete de ministro, diz jornal

Polícia apura suposta invasão a gabinete de ministro, diz jornal

Servidores do Ministério da Justiça disseram à Folha que computador de Cardozo estava ligado
Servidores do Ministério da Justiça disseram à Folha que computador de Cardozo estava ligado

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

O gabinete do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, pode ter sido invadido no dia 26 de julho, um domingo. Segundo a Folha de S.Paulo, o ministério enviou documento na segunda seguinte (27) pedindo que a Polícia Federal investigasse a suposta “violação de espaços restritos do prédio”.

De acordo com a Folha, os servidores notaram uma das portas do gabinete de Cardozo aberta, ao chegarem para trabalhar. O computador do ministro estava ligado, assim como a máquina da sala do chefe de seu chefe de gabinete, Márcio Lopes de Freitas Filho.
Os servidores do ministério e integrantes da PF acreditam que pode ter havido comprometimento de dados do computador do gabinete do ministro, ainda segundo a Folha. Nem Cardozo nem a PF quiseram se pronunciar a respeito.
.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.
------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

VLI abre vagas para programa Jovem Aprendiz em Montes Claros

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 8 de dezembro de 2016.VLI abre vagas …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).