Inicio » Minas Gerais » Centro Oeste de Minas » MG – Mulher que sofria de maus-tratos mata marido a facadas

MG – Mulher que sofria de maus-tratos mata marido a facadas

O crime aconteceu na noite dessa terça-feira (18).

Uma mulher, cansada de sofrer com agressões e ameaças, matou o marido a facadas, na rua Minas Gerais, em Carmo do Cajuru, na região Centro-Oeste de Minas.

MG - Mulher mata marido bêbado a facadas
MG – Mulher mata marido bêbado a facadas

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

A suspeita, de 28 anos, contou à Polícia Civil que o companheiro Aleisson Batista Lucino, de 27, chegou em casa bêbado com uma faca e fez ameaças contra ela. Em defesa, a mulher partiu para uma luta corporal, os dois rolaram no chão e ela conseguiu tirar a arma da mão dele e o esfaqueou na barriga.

Segundo o sargento do 4º Pelotão de Carmo Cajuru Adeon de Moura, os militares foram acionados por volta das 21h50 pela enfermeira que fez o atendimento da vítima. Quando chegaram ao local, a mulher já havia fugido.

“Recebemos uma denúncia anônima de que ela estaria na casa de parentes. Fomos até a casa da mãe dela, que nos contou que ela só passou para deixar os filhos e foi para a casa de um irmão, onde foi encontrada depois”, conta Moura. Durante a madrugada desta quarta-feira (19), a suspeita foi presa em flagrante e levada para a delegacia. A arma do crime não foi recuperada, segundo a Polícia Militar.

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Uma colega de trabalho da mulher, que não quis se identificar, contou que durante o dia percebeu a faxineira abatida. “Ela estava muito triste. Não falava muito sobre isso. Mas a gente sabia que eles brigavam muito. O marido dela bebia muito e batia nela”, relata. Os militares que estiveram na ocorrência relataram que vizinhos próximos á casa comentaram das brigas rotineiras entre os dois.

De acordo com o delegado Domingos Fávio Calisto, que acompanha o caso, há possibilidade da mulher responder por legítima defesa. Entretanto, ele ressalta o fato de a mulher não ter procurado a polícia durante a briga pode pesar.”Quando questionada do porquê não chamou a polícia no momento que tirou a faca do companheiro, ela não soube responder. Isso pode ser um ponto negativo contra ela”, explica Calisto.

Juntos há três anos, o casal estava passando por uma reconciliação recente. “Eles estavam separados na semana passada. Ela saiu de casa e foi para a casa dos pais. Mas ele ameaçou e aí ela voltou”, conta a colega de trabalho da suspeita.

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).