Inicio » Norte de Minas » Norte de Minas – Governo de Minas Gerais vai auxiliar municípios no tratamento do lixo

Norte de Minas – Governo de Minas Gerais vai auxiliar municípios no tratamento do lixo

Termo de cooperação técnica assinado entre a Sedru, a Sede e o Codanorte garante o apoio técnico e institucional ao Codanorte para projetos de PPPs 

Norte de Minas - Governo de Minas Gerais vai auxiliar municípios no tratamento do lixo
Norte de Minas – Governo de Minas Gerais vai auxiliar municípios no tratamento do lixo

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

As 35 prefeituras que integram o Consórcio de Desenvolvimento Ambiental Sustentável do Norte de Minas (Codanorte) contam agora com o apoio do Governo de Minas Gerais para a execução de projetos de Parcerias Público-Privadas (PPPs), de modo especial para a gestão de resíduos sólidos. Nesta segunda-feira, 17 de agosto, as secretarias de Estado de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana (Sedru) e de Desenvolvimento Econômico (Sede) assinaram, em Montes Claros, um Termo de Cooperação Técnica com o Codanorte para formalizar o acordo de assessoramento que será prestado aos Municípios.

As secretarias darão suporte técnico ao Consórcio nas áreas de saneamento e infraestrutura urbana e na condução dos projetos de PPPs. Já existe um Plano de Ação em curso para a gestão dos resíduos na região e novos estudos estão sendo feitos pela Sedru para apontar a solução técnica mais viável para a destinação do lixo.

“Diante de um cenário de escassez de recursos e de pouca experiência técnica das prefeituras, o Estado tem que ajudar os municípios a se adequar ao Plano Nacional de Resíduos Sólidos e superar este desafio do lixo de maneira compartilhada, sustentável e eficaz. Neste sentido, estamos aprimorando os estudos de concepção e de campo e esperamos entregá-lo ao consórcio em um prazo de 90 dias”, explica o secretário.

Para o presidente do Codanorte e prefeito de Patis, Vinícius Versiani, essa parceria vai solucionar os problemas dos prefeitos que clamam por socorro. “Sozinhos não vamos conseguir encontrar uma saída, mas de maneira integrada, no Consórcio, e com o apoio do Governo do Estado, vamos conseguir acelerar e concluir este processo por meio das PPPs”, afirma.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Altamir Rôso, salienta que as parcerias público-privadas não se restringem ao saneamento, podendo ser estendidas às áreas de educação, saúde e até para a compra de equipamentos públicos. “A iniciativa privada, dentro de regras pré-estabelecidas, é a solução para grandes problemas do dia-a-dia dos municípios e a Unidade Central de PPP do Governo de Minas Gerais está à disposição para ajudar na área de projetos e contratos, especialmente nos aspectos financeiros e de licitação”, explica. A Unidade faz parte da estrutura da Sede.

Já existem empresas interessadas em explorar, por meio das Parcerias Público-Privadas o tratamento do lixo produzido no Norte de Minas, inclusive com tecnologias limpas e inovadoras, que acabam com o uso de aterros ou lixões e recuperam e os materiais contidos no lixo. Cabe agora ao Codanorte, com o apoio do Governo de Minas Gerais, encontrar a solução mais economicamente viável e sustentável, e desenvolver ações e projetos que beneficiem os municípios e a população.

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Temer sanciona com veto lei que repassa custos do Fies com bancos para faculdades

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 2 de dezembro de 2016. Temer sanciona …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).