Inicio » Minas Gerais » Noroeste de Minas » MG – Sargento da PM morre após carro atingir uma vaca em Arinos

MG – Sargento da PM morre após carro atingir uma vaca em Arinos

Um sargento da Policial Militar (PM) morreu após perder o controle da direção do veículo e bater em uma vaca na LMG-638, próximo ao trevo da cidade de Arinos, no Noroeste de Minas, na madrugada de sexta-feira (21).

MG - Sargento da PM morre após carro atingir uma vaca em Arinos
MG – Sargento da PM morre após carro atingir uma vaca em Arinos

.

VIATOTAL

ViaTotal

///////////////////////////

.

O sargento Gardecil José Pereira, de 43 anos, era natural de Uruana de Minas, trabalhava na PM de Paracatu, mas morava em Unaí. Na noite de quinta, ele havia saído com o seu Volkswagen Parati.

A intenção era chegar ao rancho da família que fica às margens do rio São Miguel, em Uruana de Minas, onde passaria à noite e retornaria para a cidade onde era lotado no dia seguinte. Porém, ao passar pelo KM 42, o militar foi surpreendido por uma vaca. Ele não conseguiu frear a tempo e atingiu o animal, que morreu no local.

Com o impacto, o carro tombou foram da rodovia. O militar foi arremessado para fora do veículo, mas foi tampado pela vegetação alta às margens da rodovia e só foi localizado durante a manhã. Ele também não resistiu aos ferimentos. O corpo do militar foi encaminhado para a funerária de plantão do município.

.

oBoticário

///////////////////////////

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).