Inicio » Economia » Salário tem reajuste abaixo da inflação em 14,6% dos acordos

Salário tem reajuste abaixo da inflação em 14,6% dos acordos

Acompanhando o impacto da crise econômica, 14,6% das negociações salariais resultaram em ajustes abaixo da inflação no primeiro semestre de 2015. Ou seja, em 3 de cada 20 acordos os funcionários tiveram poder de compra reduzido.

Salário tem reajuste abaixo da inflação em 14,6% dos acordos
Salário tem reajuste abaixo da inflação em 14,6% dos acordos

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

No mesmo período de 2014, 2,6% dos acordos pesquisados tinham ficado abaixo da inflação.

O ajuste real (acima da inflação), de 0,51%, também foi o menor da série. Os resultados das negociações salariais foram especialmente ruins para os trabalhadores da indústria.

O nível de ajustes abaixo da inflação é o maior da série de pesquisas do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), a partir de 2008. Os números partem da análise de 302 negociações entre janeiro e junho de 2015.

As pesquisas do Dieese ocorrem desde antes de 2008, mas, segundo a entidade, a comparação com períodos anteriores é imprecisa porque negociações diferentes eram levadas em conta. Se, apesar disso, o período de comparação for ampliado, os resultados são os piores desde 2004.

.

PUBLICIDADE

///////////////////////////

.

Também subiu o número de casos em que os funcionários saíram das negociações com ajuste igual à inflação: 16,9% do total, um outro recorde da série a partir de 2008. No primeiro semestre de 2014, apenas 4,6% dos casos tinham ajustes acompanhando o índice.

Com isso, a proporção de ajustes acima da inflação caiu de 92,7% do total no primeiro semestre de 2014 para 68,5% no mesmo período de 2015.

Para acompanhar a alta geral dos preços, os trabalhadores precisariam, em janeiro, de um aumento de no mínimo 6,2%, de acordo com o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) relativo a um período de 12 meses, usado como base da pesquisa. Com a alta da inflação, no entanto, esse aumento teria que ser, em junho, de ao menos 8,8%.

Segundo o estudo, a disparada da inflação dificultou a negociação de reajustes com ganhos reais, o que pode ser constatado ao se comparar os resultados de janeiro (92% de aumentos acima da inflação) e maio (50%).

Da FolhaPress

.

------------------------------------------------------------------------

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal Montes Claros


------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------

Leia Também

MG - Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

MG – Jovem inventa que mãe está passando mal para estuprar vizinha

Compartilhar no WhatsApp* Por: Jornal Montes Claros - 5 de dezembro de 2016.MG – Jovem …


Aviso: nossos editores/colunistas estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeituosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, assim como textos de caráter promocional e comentários anônimos (sem um nome completo e email válido).